Biografia - Alice Cooper

Alice Cooper, nome artístico de Vincent Damon Furnier (Detroit, 4 de fevereiro de 1948), é um cantor e compositor de Rock. Ele é mais conhecido por suas apresentações ao vivo, freqüentemente teatrais e violentas, cheias de maquiagem, cadeiras elétricas, forcas, guilhotinas, cabeças decapitadas artificias e sangue falso. O humor, freqüentemente, faz parte de seus trabalhos e entrevistas.
Nascido na cidade de Detroit, em 1948, Vincent Furnier formou suas primeiras bandas na década de 1960. Apesar de terem sido muitas, apenas a Nazz obteve alguma repercussão, chegando a realizar algumas gravações.
Finalmente, em 1969, montou o Alice Cooper junto com Mike Bruce e Glen Buxton (guitarras), Dennis Dunaway (baixo) e Neil Smith (bateria). O primeiro álbum "Pretties For You" foi lançado, porém, não muito bem sucedido.
A carreira do grupo começou a decolar quando o produtor Bob Ezrin aconselhou o vocalista a fazer, além de cantar, performances diabólicas nas apresentações, abusando dos efeitos de horror, cobras, sangue e cenas teatrais. Com o disco "Easy Action", de 1970, chamaram a atenção da mídia e das gravadoras, conseguindo um contrato com a Warner Brothers.
O sucesso definitivo chegou com os clássicos "Love It to Death" (1971) e "School's Out" (1972), seguidos por "Billion Dollar Babies" (1973), quando atingiram o topo das paradas de todo o mundo. Ao mesmo tempo em que conheciam a fama, os integrantes da banda se viam numa difícil situação: o abuso de drogas e álcool por parte de Vincent estava cada vez mais freqüente. Decidem, portanto, seguir com a banda sem ele, mudando o nome do grupo para Billion Dollar Babies, mas acabaram não se mantendo no cenário musical.
Vincent então adota o nome Alice Cooper, anteriormente da banda, para si próprio, e passa a seguir em carreira solo. Gravou "Welcome to My Nightmare", em 1975. Esse disco foi muito bem recebido e o Hard Rock praticado pelo vocalista somado ao espetáculo teatral em que haviam se transformado suas apresentações faziam cada vez mais sucesso.
Mas nem todos os álbuns foram tão bem assim. Não por falta de criatividade ou de capacidade de Alice, e sim por causa do vício que prejudicava a sua vida e consequentemente o seu trabalho.
Apesar de ter se internado em algumas clínicas de recuperação, sua fama era mantida pelos shows, sempre lotados, já que os álbuns continuavam fracos e sem o mesmo pique do início. Somente em 1989, com "Trash", e em 1991, com "Hey Stoopid", é que Alice voltou a figurar nas paradas e a fazer algum sucesso com material inédito, emplacando alguns hits nas rádios e na MTV.
Em 2000, o álbum "Brutal Planet", um dos mais pesados de toda a sua carreira, também foi muito bem recebido, sendo seguido por uma extensa turnê com praticamente todos os shows lotados.
No ano seguinte, veio "Dragontown", uma espécie de continuação do álbum anterior, com letras sarcásticas e o som mais arrastado. Um pouco mais devagar, é verdade, mas sem nunca deixar de soar pesado, como só Alice Cooper sabe fazer. A bateria mais uma vez ficou por conta do competente Eric Singer, consagrado por ter tocado em diversas bandas, principalmente no Kiss.
Em 2003, o cantor estava de volta com seu mais recente trabalho, o disco "The Eyes of Alice Cooper", reunindo 13 faixas e letras sarcásticas.
De volta aos estúdios em 2005, Alice Cooper lançou em agosto o álbum "Dirty Diamonds", pela New West Records. Um ano depois o cantor estava de volta às prateleiras com o material ao vivo "Alice Cooper Box ? Collector?s Edition", reunindo registros ao vivo das turnês "Welcome to My Nightmare" de 1970 e "Brutally Live" de 2000.


Discografia

Álbuns de estúdio

Pretties for You (LP - 1969)
Easy Action (LP - 1970)
Love It to Death (LP - 1971)
Killer (LP - 1971)
School's Out (LP - 1972)
Billion Dollar Babies (LP - 1973)
Muscle of Love (LP - 1973)
Welcome to My Nightmare (LP - 1975)
Alice Cooper Goes to Hell (LP - 1976)
Lace and Whiskey (LP - 1977)
From the Inside (LP - 1978)
Flush the Fashion (LP - 1980)
Special Forces (CD - 1981)
Zipper Catches Skin (CD - 1982)
DaDa (CD - 1983)
Constrictor (CD - 1986)
Raise Your Fist and Yell (CD - 1987)
Trash (CD - 1989)
Hey Stoopid (CD - 1991)
The Last Temptation (CD - 1994)
Brutal Planet (CD - 2000)
Dragontown (CD - 2001)
The Eyes of Alice Cooper (CD - 2003)
Dirty Diamonds (CD - 2005)
Along Came a Spider (CD - 2008)
Welcome 2 My Nightmare (CD - 2011)



Álbuns ao vivo
  • The Alice Cooper Show (1977) (EUA #131)
  • Live at the Whiskey A Go-Go, 1969 (1991)
  • A Fistful of Alice (1997)
  • Brutally Live (CD+DVD set 2003)
  • Live at Cabo Wabo '96 (2005)
  • Live at Montreux 2005 (CD+DVD set 2006)


  • Videografia
    • Good To See You Again (1974) DVD e VHS
    • Alice Cooper: The Nightmare (1975) VHS
    • Welcome To My Nightmare (1976) DVD e VHS
    • Alice Cooper and Friends (1977) VHS
    • The Strange Case of Alice Cooper (1979) VHS
    • The Nightmare Returns (1987) DVD e VHS
    • Video Trash (1989) VHS
    • Alice Cooper Trashes The World (1990) DVD e VHS
    • Prime Cuts: The Alice Cooper Story (1991) DVD e VHS
    • British Rock Symphony (2000) DVD e VHS
    • Brutally Live (2000) DVD e VHS
    • Live At Montreux 2005 (2006) DVD e VHS


    Curiosidades
    • Alice Cooper é casado desde 1976. Sua esposa chama-se Sheryl e eles têm três filhos: Calico, Dashiell e Sonora Rose.
    • Calico trabalha na produção dos shows do pai e atua nas apresentações, representando a enfermeira do insano Alice Cooper.
    • Alice Cooper foi membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, os Mormons, por anos e chegou a fazer uma missão (atuou 2 anos como missionário, esses rapazes de gravata com uma plaqueta preta, que pregam o cristianismo).
    • Ainda se tratando de ser Mormon Alice, como todos os outros missionários, fez convênios nos Templos Mórmons, onde usava uma roupa sagrada chamada de Garments, roupa esta que todo mórmon que já passou pelo Templo usa diariamente. Alice simplesmente foi a um show de rock com esta roupa tão sagrada e que representa os convênios que fizeram, e ele simplesmente a pichou toda, sendo excomungado (Processo de exclusão do membro da Igreja Mórmon por indisciplina ou pecados graves) da Igreja Mórmon para nunca mais voltar. Em recente entrevista à revista Rolling Stone, Alice disse que foi um dos maiores arrependimentos da sua vida pois ainda tem um testemunho da Igreja Mórmon e diz ser apaixonado pelo Livro de Mórmon, que lê diariamente. Algumas pessoas próximas dizem que Alice só não volta para a Igreja pelo seu forte vício de álcool e cigarro, práticas desaconselhadas na Igreja Mórmon.
    • Certa vez, durante uma viagem de avião, uma velha sentada ao lado de Alice Cooper, com quem ele havia jogado cartas alguns minutos antes, morreu durante o sono sem nenhuma explicação. Alice Cooper descobriu que ela estava morta ao tentar acordá-la quando o avião pousava.
    • Em 1972, numa festa de apresentação à imprensa (efetuada dentro de uma lona de circo montada para a ocasião em Chessington Zoo, Londres) ocorreu um outro fato interessante e escandaloso. Na festa foram servidas apenas bebidas alcoólicas, sem nenhuma comida. Quando todos os jornalistas já estavam bêbados iniciou-se o show de uma striper, sendo logo imitada por uma convidada americana e pela maioria dos presentes. Quando a polícia chegou, os jornalistas estavam correndo nus pelo local e fazendo guerra de cerveja. Cinco pessoas foram presas por atentado ao pudor.
    • Em 1988, Alice Cooper declarou, brincando, em uma entrevista, que iria se candidatar a governador do Arizona. Tendo sido mal-interpretado pela imprensa, a opinião pública chegou a acreditar que ele realmente fosse ser candidato, surgindo em todos os cantos sinais de apoio a sua campanha. Políticos influentes ofereceram apoio. Afinal, "se um ator pode ser presidente da república (referindo-se a Ronald Reagan) porque um rock star não pode ser um governador?" Chegou-se a cogitar para lema da campanha "Um homem cheio de problemas para uma época cheia de problemas". Posteriormente, Alice Cooper negou oficialmente a sua candidatura.
    • Em uma das fotos mais famosas, tirada em 1972 por Richard Avedon, Alice Cooper aparece completamente nu, coberto apenas por uma jibóia viva. Para efeitos de divulgação, a foto foi impressa em um imenso caminhão que circulou durante vários dias por Londres, chegando inclusive a passar algumas horas estacionado em frente ao palácio de Buckingham.
    • Embora nunca tenha matado animais no palco, certa vez Alice Cooper arremessou uma galinha sobre a platéia (segundo ele próprio esperando que ela voasse e escapasse). Como a galinha não voou, foi feita em pedaços pela multidão.
    • No filme "Decline Of Western Civilization Part II", Alice Cooper acusa uma banda de estar roubando suas idéias. No filme, porém, na hora de dizer o nome da banda que o rouba foi colocado um som para cobrir sua voz. A banda era o W.A.S.P., de Blackie Lawless.
    • Alice Cooper é Sênior DeMolay.
    • Alice Cooper teve uma participação especial no álbum Use Your Illusion I da banda de hard rock norte-americana Guns N' Roses.Ele canta dois pedaços da música The Garden.


    Ligações externas
    O Wikimedia Commons possui multimedia sobre
    Alice Cooper
    O Wikiquote tem uma coleção de citações de ou sobre: Alice Cooper.
    • The Official Alice Cooper Site Página inicial oficial
    • Alice Cooper Makes Fun Of Paris Hilton And Her Chihuahua Alice Cooper ironiza Paris Hilton e o chihuahua dela
    • Alice Cooper: Billion Dollar Babies - 1973. Coluna de Vitão Bonesso, sobre o álbum Billion Dollar Babies, publicada em Rock Online



    Fontes:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Alice_Cooper

    Músicas Alice Cooper

    Alice Cooper