Piscina

Chrystian & Ralf

Chrystian e Ralf - Vol. 2(1984)

Piscina (Letra)

No quintal de casa eu fiz a piscina que ela pediu
Alí, quantas tardes, as águas azuis o seu corpo beijou
Ela foi embora e do último banho, conservei as águas
Que aqueceu seu corpo e aquela piscina, toda a perfumou
Os raios do sol, faziam seu corpo refletir nas ondas
Chamando seu nome, louco em desespero, pulo
dentro dela
Vou nadando a esmos, soluçando em prantos,
abraçando as águas
Na ilusão gostosa, que naquele abraço, eu abraço ela
Piscina, que guarda segredos
Todo dia cedo, ela se banhava
Sempre namorando seu corpo de fada
Toda madrugada, o sol lhe esperava
Mesmo que eu tivesse secado a piscina, nada adiantaria
Estaria cheia com todo o meu pranto, que agora derramo
Água da piscina, você lava tudo, só não lava a mágoa
Que está no meu peito, por viver distante, de
quem tanto amo
As folhas sem vida, que o vento arrasta,
beirando a piscina
Bem prova o desleixo e o triste abandono de
quem vive alí
Eu também sou folha varrida com a longa
vassoura do tempo
Sou seca piscina, no sol da saudade do amor que perdi

Piscina (Letra)