Mãos na terra e o coração além deste céu,
E a semente que brota é um germe de eternidade
Vai brotando, crescendo, esperando
É a vida que vem despontar
E este trigo maduro, a colheita o recolherá

Estar em tuas mãos, ó Pai
E a vida ofertar
No pão e no vinho a Ti
O céu se abrirá
Estar em tuas mãos, Senhor
E a vida entregar
A minha oblação em Ti
Se perderá, frutificará.
Frutificará, frutificará, frutificará!

Da videira a flor não restará, passará
E o fruto da terra surgirá, brotará
Pela força do vento, da chuva
E do sol que traz vida e calor
Cada dia, crescendo e aprendendo a recomeçar.