Pablo

Mãe
Hoje eu descobri que eu cresci
É que de repente eu me vi
Tão sozinho na estrada

Mãe
Hoje eu precisei de você
Eu não sabia o que fazer
Me vi de mãos atadas

Mãe
O que é que a gente faz
Quando o sucesso não traz
A paz que a gente procura?

Mãe
Hoje aqui sozinho eu rezei
Aqui no meu cantinho eu chorei
E chorando fiz uma jura

Juro que a partir de hoje eu vou fazer meu tempo
Vou ficar mais perto do teu sentimento
Vou ficar mais perto, mãe, do teu amor

Juro não deixar jamais a minha ambição
Falar tão mais alto que meu coração
Se minha riqueza, mãe, é o teu amor

Mãe, me dá teu colo
Mãe, mulher que adoro
Mãe, se existo devo a ti meu respirar

Mãe, tão puro amor de mãe
Que às vezes não me vêm
Palavras pra expressar
Mãe, pra ti conjugo o verbo amar

Mãe
Teu conselho me orienta
Teu carinho me alimenta
Da paz, do amor, da esperança

Mãe
Hoje eu sou um homem eu sei
Mas as vezes que eu chorei
Não passei de uma criança

Mãe, o que é que a gente faz
Quando o sucesso não traz
A paz que a gente procura?

Mãe
Juro que a partir de hoje eu vou fazer meu tempo
Vou ficar mais perto do teu sentimento
Vou ficar mais perto, mãe, do teu amor

Juro não deixar jamais a minha ambição
Falar tão mais alto que meu coração
Se minha riqueza, mãe, é o teu amor

Mãe, me dá teu colo
Mãe, mulher que adoro
Mãe, se existo devo a ti meu respirar

Mãe, tão puro amor de mãe
Que às vezes não me vêm
Palavras pra expressar
Mãe, pra ti conjugo o verbo amar