• Bateria, Percussão

  • Nascimento: 12 de Setembro de 1952, (67 anos)Hamilton, Ontario, Canadá
  • País: CanadáCanadá
  • Participa(ou): Rush,
  • Instrumento(s): Bateria, Percussão
  • Nome completo: Neil Ellwood Peart
  • Faleceu: há menos de 1 ano, 7 de Janeiro de 2020, Santa Mônica, Los Angeles, Estados Unidos
  • Site Oficial: http://neilpeart.net/
Peart recebeu inúmeras premiações por suas performances musicais e foi conhecido por sua agilidade, proficiência e energia.

Peart cresceu em Port Dalhousie, Ontário no Canadá (agora parte de St. Catharines) trabalhando em serviços ocasionais. Com 13 anos, Neil recebeu um par de baquetas, algumas almofadas de aprendizado e lições de bateria com a promessa de que se estudasse durante um ano com afinco, seus pais comprariam para ele uma bateria. Como prometido, ele recebeu sua primeira bateria aos 14 anos e passou a praticar rigorosamente.

Durante a adolescência, ele vagou de banda regional em banda regional e eventualmente acabou largando os estudos para dedicar-se em tempo integral à sua carreira de baterista. Após uma temporada desencorajadora na Inglaterra, Peart retornou para casa, onde entrou na banda regional de Toronto, Rush, no verão de 1974.

No começo da carreira, o estilo de tocar de Peart foi desenvolvido principalmente no hard rock. Ele tirou a maioria de sua inspiração de bateristas como Keith Moon e John Bonham, que estavam no destaque do ramo musical britânico. Entretanto, conforme o tempo foi passando, ele começou a absorver a influência de músicos de jazz e das big bands como Gene Krupa e Buddy Rich. Em 1994, Peart tornou-se amigo e pupilo do instrutor de jazz Freddie Gruber. Foi durante esse tempo que ele decidiu renovar seu estilo de tocar, incorporando componentes do swing e do próprio jazz. Gruber foi também responsável por introduzir ele a produtos da Drum Workshop, a companhia que fornece os produtos da bateria de Peart.

Além de ser um músico, Peart também foi um escritor prolífico, havendo produzido diversas memórias e anotações sobre suas viagens. Peart também é o letrista principal do Rush. Ao escrever letras para a banda, Peart utilizava temas universais como ficção científica, fantasia e filosofia, assim como temas seculares, humanitários e libertaristas. Todos os seus cinco livros são relatos de viagens não-ficcionais, nos quais recorria a temas de sua vida também. Peart atualmente morava em Santa Mônica, na Califórnia, com sua esposa Carrie Nuttall e sua filha Olivia Louise. Ele também possuia uma casa em Quebec e passava tempo em Toronto para propósitos de gravação.

Em termos musicais, Peart recebeu vários prêmios (veja abaixo) por suas performances e gravações e foi extensivamente considerado por sua resistência, força, habilidade e virtude. Em termos de influência, ele foi um dos mais importantes bateristas da história, e constantemente classificado como um dos maiores bateristas de todos os tempos.[3][4][5][6] Morreu em 7 de Janeiro de 2020, vítima de um câncer no cérebro, com o qual lutava há três anos.
Comentários
  • Comentar
      Foto do Álbum