Pout-Pourri De Carimbó (Letra)
Compositor: inserir
(Canto de Carimbó)
Em Marapani quando a lua se levanta,
traz junto com ela o suor da multidão.
Em lampidão,
ressoa forte o pé que levantando o pó do chão,
põe no meu coração o carimbó.

(Refrão)
E eu to só, morena, e eu to só
tomara que tu me venhas
num canto de carimbó. (BIS)

Vi tuas náguas voando pelo céu,
rasguei, morena, meu sonho de papel,
seremos como linha e carretel,
giramos com gira o carrossel.

(Refrão)
E eu to só, morena, e eu to só,
tomara que tu me venhas
num canto de carimbó. (BIS)

(Lua Luar)
A lua sai de madrugada no romper do sol
Ela vai acompanhando o namorado que é o sol (BIS)

Oh lua lua luar me leva contigo pra passear (4x)

(Canto de Atravessar)
O pescador quer beber, vai beber no Guajará
Vento no bote, força no remo, canto de atravessar (BIS)

Senti a força do vento que vem do norte
Levantei peguei o bote
Naveguei pra Gapuiá
Tava tão forte essa maré tava de morte
Quase que virou o bote fez bote rodopiar
Virei a proa pro rumo de São José pra não pegar contra maré pra ver se dava pra chegar
Cheiro de peixe, pitiú, olho de porco
Barco que dorme no porto de costa pro Guajará

(Refrão)
Vem morena, vem de Canapijó
Vem mostrar pra gente como se dança o Carimbó
Quero te ver morena, quero que venha só
Pra dançar o tipiti e também o Carimbó
Informações

da Música (Pout-Pourri De Carimbó)

Editar Informações

Comentários Pout-Pourri De Carimbó

  • Comentar
      Foto do Álbum