Incandescence / Sour

Add
Incandescence / Sour (Letra)
Compositor: Karlla Naynna
Cisma que sou arte rupestre, deduz .. virou baderna
Tudo isso é desespero pra fazer tour na minha caverna?
Se algo está errado, reajo de acordo
Incandescente, sabor sour
Shut Up, expulso lodo
Valho ouro, reputação de diamante
Minha voz é para poucos, meu ouvido para todos

Quero que me abraça, a gente não se cansa
Delícia nossa transa, no meu abraço você descansa
Jaula de pensamentos, meio deprê
Só lembra de mim, quando esquecem de você

Meu ponto forte é o misterio, Primer da vida
Você apenas rascunho do que foi um dia
Ofensas não me atingem, respeito tua opinião
A boca é sua, o ouvido é meu .. Ignoro, estou em ascensão

Em mentes quadradas, ideias novas não circulam
Mastiga mais do que pode engolir, dotes pululam
Se perdeu na tua órbita, convicções segregadas
Insetos não atacam lâmpadas apagadas
O que adianta falar como sou, se acredita no que os outros dizem?
Todos os dias honro o meu potencial, nem aí que polemizem
Uma flecha precisa ser puxada para trás antes de ser lançada para frente
Não me ocupo com quem não me preenche, me rotulam irreverente

A felicidade não se guarda : é para consumo imediato
Escolho estar em paz, não ligo pra chiado
Ao invés de cobiçar o jardim alheio, eu rego minha grama
De carona na luminosidade como holograma

Reconheço o meu lugar no mundo, abraço minha singularidade
O que julgam por defeito, é peculiaridade
Sei quem sou, não preciso provar o meu valor
A hostilidade já criou bolor
Atuo da melhor forma possível em todas as situações
Equânime, imparcial a emulações

Quero que me abraça, a gente não se cansa
Delícia nossa transa, no meu abraço você descansa
Jaula de pensamentos, meio deprê
Só lembra de mim, quando esquecem de você

Quero que me abraça, a gente não se cansa
Delícia nossa transa, no meu abraço você descansa
Jaula de pensamentos, meio deprê
Só lembra de mim, quando esquecem de você
Jaula de pensamentos, meio deprê
Só lembra de mim, quando esquecem de você
Jaula de pensamentos, meio deprê
Só lembra de mim, quando esquecem de você
Jaula de pensamentos, meio deprê
Só lembra de mim, quando esquecem de você

Pessoas incríveis fazem lugares comuns se tornarem extraordinários
A água que não corre forma um pântano; a mente que não pensa forma um tolo
A estupidez coloca-se na primeira fila para ser vista;
A inteligência coloca-se na retaguarda para ver

O melhor professor da vida é a experiência. Ela cobra caro, mas explica bem
Vejo o mundo pelos olhos do amor e da aceitação. Tudo está bem no meu mundo
Somos o acúmulo de tudo aquilo que guardamos, seja ódio, livros ou sorrisos
Não importa o que os outros digam ou façam
O que importa é como escolho reagir e o que escolho acreditar a meu respeito

Até o mel mais doce azeda num recipiente sujo, se purifica
Foi ainda melhor, foi especial como você
Você é SOUR
É SOUR
Sabor SOUR

Uma flecha precisa ser puxada para trás antes de ser lançada para frente
Equânime, imparcial a emulações
A estupidez coloca-se na primeira fila para ser vista;
A inteligência coloca-se na retaguarda para ver

Até o mel mais doce azeda num recipiente sujo, se purifica
Quero que me abraça, a gente não se cansa
Delícia nossa transa

Delícia nossa transa, no meu abraço você descansa
Jaula de pensamentos, meio deprê
Só lembra de mim, quando esquecem de você
Só lembra de mim, quando esquecem de você
Só lembra de mim, quando esquecem de você

Tudo está bem no meu mundo
Vejo o mundo pelos olhos do amor e da aceitação
Tudo está bem no meu mundo
Tudo está bem no meu mundo

É Sour
Sabor Sour
Sour
Informações

da Música (Incandescence / Sour)

Editar Informações

Comentários Incandescence / Sour

  • Comentar
      Foto do Álbum