Pedra na Mão (Letra)
Compositor: inserir
Não provoque
os meus instintos primitivos
não, não toque em mim
sem um bom motivo
o seu conselho
é ter paciência
mas já estou cheio
vou reagir
vou conseguir
já sei qual é o meio

Quem planta vento colhe tempestades
quem planta vento colhe tempestades
pedra no chão é topada
pedra na mão é porrada

De uma coisa
eu tenho certeza
se possível me esquivo
senão enfrento
o confronto aberto
se aprende cedo
nunca tema nada
a não ser, a não ser
render-se ao próprio medo

Quem planta vento colhe tempestades
quem planta vento colhe tempestades
pedra no chão é topada
pedra na mão é porrada

Informações

da Música (Pedra na Mão)

Editar Informações

Comentários Pedra na Mão

  • Comentar

    Álbuns com a música: Pedra na Mão

    • Pedra na Mão - Novo Millennium: Capital Inicial
    • Pedra na Mão - Remixes
    • Pedra na Mão - Millennium
      Foto do Álbum