Umas e Outras (Letra)
Compositor: inserir
Se uma nunca tem sorriso, é pra melhor se reservar
E diz que espera o paraíso e a hora de desabafar
A vida é feita de um rosário que custa tanto a se acabar
Por isso às vezes ela pára e senta um pouco pra chorar
Que dia!
Nossa, pra que tanta conta
Já perdi a conta de tanto rezar
Se a outra não tem paraíso, não dá muita importância, não
Pois já forjou o seu sorriso e fez do mesmo profissão
A vida é sempre aquela dança aonde não se escolhe o par
Por isso às vezes ela cansa e senta um pouco pra chorar
Que dia!
Puxa, que vida danada
Tem tanta calçada pra se caminhar
Mas toda santa madrugada quando uma já sonhou com Deus
E a outra, triste namorada, coitada, já deitou com os seus
O acaso faz com que essas duas, que a sorte sempre separou
Se cruzem pela mesma rua olhando-se com a mesma dor
Que dia!
Puxa, que vida danada é tanta calçada pra se caminhar
Que Dia!
Nossa pra que tanta conta, já perdi a conta de tanto rezar
Que dia!
Puxa, que vida comprida, pra que tanta vida pra gente desanimar

Informações

da Música (Umas e Outras)

Editar Informações

Comentários Umas e Outras

  • Comentar

    Álbuns com a música: Umas e Outras

    • Umas e Outras - Clara Nunes
      Foto do Álbum