Fato Consumado (Letra)
Compositor: inserir
Uma porta se fechou
Nosso sonho que acabou
Feito chuva que é levada pelo tempo
Feito gelo no calor se derretendo
Nosso amor se transformou virou ciume
Por motivos tão banais
Queria tanto ter de novo o teu abraço
Mas no meu coraçao nao tem nenhum espaço
Nao tem jeito é um fato consumado
Eu nao te quero mais
Foi o vento que passou
A chuva que nao molhou
Passarinho sem ter asas
Agua fria sobre a brasa
Tiro que nao disparou
Era assim aquele amor
Que voce tinha pra me dar
Era dia sem ter sol
A solidao sobre o lençol
Uma lua sem o brilho
Em jogado sobre os trilhos
Nuvem triste lá no ceu
Era assim aquele amor
Numa fogueira de papel
Uma porta se fechou
Informações

da Música (Fato Consumado)

Editar Informações

Comentários Fato Consumado

  • Comentar

    Álbuns com a música: Fato Consumado

    • Fato Consumado - Para Sempre
    • Fato Consumado - Cleiton e Camargo 1998
      Foto do Álbum