Editar Biografia

Biografia Darkthrone

Noruega Começou há 35 anos em 1987
Darkthrone é um grupo musical da Noruega formado em 1986, mas que primeiramente era chamado de Black Death..
A sonoridade era death metal e das duas demonstrações que gravaram em 1987, a primeira cujo nome é Trash Core, tem Anders Risberget tocando guitarra e Gylve Nagell tocando bateria e cantando. A segunda demonstração, lançada dia 12 de outubro, nomeada de Black Is Beautiful já tinha um novo membro e guitarrista: Ivar Enger. As duas demonstrações foram lançadas sem distribuição por parte de nenhuma gravadora.
O trio troca o nome para Darkthrone em 1987 e o baixista Dag Nilsen agora participa do grupo. Gylve Nagell diz que a inspiração vem de bandas como Cryptic Slaughter, Celtic Frost, Deep Purple, Nihilist e grupos musicais de thrash metal em geral. Um ano depois, o até então guitarrista Anders Risberget sai da banda, mas ainda chega a participar da gravação de três canções da primeira demonstração da banda usando o nome Darkthrone, a Land Of Frost de 1988. Gylve Nagell queria levar o Darkthrone mais a sério. Através de um colega que estudava guitarra, conhece Ted Skjellum. Após Anders Risberget sair definitivamente do Darkthrone, Ted Skjellum é convidado para o grupo. No dia 6 de julho de 1988, sai uma fita de promoção contendo a canção instrumental Snowfall que apresenta maior tendência ao thrash metal. Em 1989, a terceira gravação recebe o nome de Thulcandra, e agora Ted Skjellum já canta para o Darkthrone, além de tocar guitarra. Pouco depois, sai uma quarta demonstração intitulada Cromlech e logo após, o Darkthrone finalmente assina contrato com uma gravadora. No caso, a britânica Peaceville.
No outono europeu de 1990, começam a escrever o trabalho que seria chamado de Goatlord. Eles continuavam tocando death metal, mas na maior parte do tempo ouviam black metal como Bathory, exceto o baixista Dag Nilsen que estava mais interessado em bandas como Autopsy e continuar tocando death metal técnico. Várias apresentações ao vivo tinham sido feitas e a banda norueguesa Cadaver chegou a dividir palco com eles. Foi neste mesmo ano que o Darkthrone gravou seu primeiro CD chamado Soulside Journey no estúdio Sunlight da Suécia com a ajuda dos integrantes da banda Nihilist, mas que só foi lançado em janeiro de 1991. Com uma produção cristalina, o disco demonstrava um death metal de forma técnica.
Logo mais tarde, o Darkthrone viria a adotar a estética black metal com a pintura facial corpse paint e uso de pseudônimo. Gylve Nagell passa a ser Fenriz (um lobo da mitologia nórdica), que usa o corpse paint inspirado na banda brasileira Sarcófago, Ivar Enger é Zephyrous e Ted Skjellum passa a ser identificado como Nocturno Culto.
Em 1991, Goatlord é finalizado, no entanto o quarteto decide não lançá-lo apenas porque não fizeram as letras. O Darkthrone faz três concertos na Finlândia com o trio Fenriz, Nocturno Culto e Zephyrous usando o corpse paint. Depois o baixista Dag Nilsen deixa o grupo, mas ainda participa da gravação do baixo no disco A Blaze In The Northern Sky que viria a marcar o início de uma nova era do Darkthrone: a fase Black Metal.

Integrantes: Darkthrone

Inserir/Editar
    Foto do Álbum