Reggae de Terreiro (Letra)
Compositor: inserir
Deixa o povo vir para ver . Vem de longe para ouvir tambor bater bem forte .
Deixa o povo ouvir , o povo ouvir .
Rugir do meu tambor Nyahbinghi . O rufar do meu tambor Nyahbinghi .

O som do meu tambor não faz mal a ninguém , não . Não faz mal a ninguém , não .
Eis que eu conheço essa batida desde a infância . Trago na lembrança recordações .
De onde o meu tambor vem , o suor virou vapor , umidificando o dia e a noite .
Faz a mente esquecer a dor . De manhã , de tarde , de noite e de madrugada .
E de madrugaga eu ouvia o galo cantar junto com o grito de vovô .
Eu ouvia a vovó gritar ...

O som do meu tambor não faz mal a ninguém , não . Não faz mal a ninguém , não .
Eis que eu conheço essa batida desde a infância . Trago na lembrança recordações .

O tambor batia no terreiro de minha casa , no meu quintal .
De manhã , de tarde , de noite e de madrugada .
E de madrugaga eu ouvia o galo cantar junto com o grito de vovô .
Eu ouvia a vovó gritar ...

...

Deixa , deixa rufar .

O som do meu tambor não faz mal a ninguém , não .
De onde o meu tambor vem , o suor virou vapor , umidificando o dia e a noite .
Pra fazer o amor esquecer a dor .
O som do meu tambor não faz mal a ninguém , não .

Informações

da Música (Reggae de Terreiro)

Editar Informações

Comentários Reggae de Terreiro

  • Comentar
      Foto do Álbum