Bala De Prata (Acústico)

Add
Bala De Prata (Acústico) (Letra)
Compositor: inserir
Criminosa
Não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de Prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
Minha vida ficou na palma de suas mãos.

Hoje cedo acordei, mas sei lá
uma coisa diferente em mim
O meu corpo arranhado, suado,
uma história sem começo e fim
Ela entrou no meio da noite,
tem a chave do meu coração
de repente soltou seus cabelos
me entreguei sem ter reação.

Não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de Prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida...
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
Minha vida ficou na palma de suas mãos.

Estou vivendo na cela da paixão
eu fui condenado pelo amor
Ela é perigo é abrigo,
uma mistura de querer e dor
Ela é um pouco do fogo e do gelo,
ela é sol é chuva de
verão
O seu charme me fez prisioneiro
invadiu de vez meu
coração.

Não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de Prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida...
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
Minha vida ficou na palma de suas mãos.

(Instrumental)
Criminosa
Não posso olhar dentro do seu olhar,
Bala de Prata acerta pra matar.
Virei seu refém e não quero escapar.
Bandida...
Você atirou em minha direção,
E acertou bem no meu coração.
Minha vida ficou na palma de suas mãos.

Criminosa
Criminosa

Informações

da Música (Bala De Prata (Acústico))

Editar Informações

Comentários Bala De Prata (Acústico)

  • Comentar
      Foto do Álbum