Editar Biografia

Biografia Kid Abelha

BrasilRio De Janeiro / Rio de Janeiro / Brasil Começou há 35 anos em 1982
Os anos 80 foram muito ricos quando se fala de música. Nessa época surgiram Os Paralamas do Sucesso, Capital Inicial, Barão Vermelho... e também o Kid Abelha, que surpreendeu ao ter uma mulher linda e loura como vocalista. Sucesso é praticamente sinônimo da banda de pop rock nacional. Já na primeira demo que eles mandam para a rádio, a música estoura na rádio e no primeiro LP “Pintura íntima” fica entre as mais cantas e até hoje ninguém consegue não repetir o refrão “Fazer amor de madrugada, Amor com jeito de virada. Fazer amor de madrugada, Amor com jeito de virada”. O Kid Abelha e sua sedutora vocalista têm ingressos esgotados por onde passa, não deixa ninguém parado do Rock in Rio e já foi indicado ao Grammy Latino.

Sucesso de cara

Os amigos Pedro Farah , Beni e o casal de namorados Paula Toller e Leoni sempre se reúnem para cantar e ensaiar. Em um desses encontros eles gravam uma demo com as canções “Distração” e “Vida de Cão é Chato pra Cachorro” e mandam para a rádio, em 1982. De cara, “Distração” cai no gosto do público e os ensaios da banda começam a ficar mais profissional.

Pouco tempo depois do sucesso na rádio, eles começam a fazer show no Circo Voador, palco que recebe novas bandas e em uma dessas apresentações, um produtor da Warner convida o grupo para do disco “Rock Voador” que é uma coletânea de novas bandas de rock.

Nessa mesma época, Pedro Farah sai da banda para estudar no exterior e entra Bruno Fortunato em seu lugar. Beni também pede para sair e o grupo vai testando outros bateristas.

Percebendo que eles estão fazendo sucesso, a gravadora então propõe a produção de um compacto simples. Produzido pelo mestre do pop Lulu Santos, o disco sai com duas canções “Pintura Íntima” e “Por Que Não Eu” e vende 100 mil cópias. O Kid Abelha e os Abóboras Selvagens como eram chamados, ganham disco de ouro, um fato inédito para uma banda iniciante.

Isso estimula a gravação de um segundo compacto, que vem com os hits “Como eu Quero” e “Homem Com Uma Missão” e, mais uma vez, as músicas são cantadas em todo o país e eles ganham disco de ouro. “Como eu Quero” é tocada nas rádios até hoje.

Como já era de se esperar, a gravadora, enfim, percebe que já passou da hora deles gravarem um disco completo. E em 1984 sai o LP “Seu Espião” com direção do renomado produtor Liminha e os destaques ficam para as músicas “Fixação”, “Nada Tanto assim”, “Alice (Não Me Escreva Aquela Carta de Amor)”, “Pintura Íntima”, “Por Que Não Eu?” e "Como Eu Quero". E, mais uma vez, eles ganham disco de ouro

No ano seguinte, o Kid Abelha é chamado para se apresentar no Rock in Rio e tocam para mais de 300 mil pessoas em dois dias de shows.

Ainda em 1985, lançam “Educação Sentimental”, que repete o sucesso anterior com “Lágrimas e Chuva”, “Garotos”, “Educação Sentimental I e II” e “A Fórmula do Amor” com participação do cantor Léo Jaime. Disco de ouro novamente para a banda.

Em 1986 quem sai do Kid Abelha é Leoni, um dos principais compositores, que resolve montar sua própria banda. Chegam a especular se o Kid Abelha tinha chegado ao fim, mas em seu lugar entra Claudinho Infante e a carreira de sucesso da banda segue de vento em popa.

No mesmo ano, diante de uma turnê espetacular, eles resolvem fazer um disco ao vivo. No “Kid Abelha - Ao Vivo” é gravado no Anhembi (SP) e mais 20 mil pessoas estão na plateia. O disco tem 9 faixas, sendo apenas uma inédita, “Nada por mim”, de Paula e Herbert Viana que nessa época são um casal. Mas não faltam “Fixação”, “Como eu Quero”, “Os Outros”, “Pintura Íntima”, entre outras.

Sexy-symbol do rock’n roll

Paula, numa versão mais sexy, com cabelos loiros e looks mais curtos, lança “Tomate” e as músicas de destaque ficam por conta da que dá nome ao disco, “No Meio da Rua”, “Me Deixa Falar” e “Amanhã é 23”. O disco foi mixado em Londres e o clipe da canção-título ganha muitos prêmios.

Em 1988 é a vez de Claudinho Infante sair da banda e ficam Paula, George e Bruno. Mas ele ainda faz parte do disco “Kid” que é lançado em 1989. Além de “Agora Sei”, que é um dos destaques, tem “Todo o Meu Ouro”, “Dizer Não é Dizer Sim” e “De Quem é o Poder”.

A canção Dizer Não é Dizer Sim entra na novela Top Model, da Rede Globo e “Sexo e Dólares” no filme Lili, a Estrela do Crime.

Nessa época Paula, que já está casada com XXXX, engravida e a turnê é reduzida. Nasce Gabriel.

Kid Abelha de volta após dois anos

Eles voltam em 1990 com o disco "Greatest Hits 80's", que é lançado com 9 músicas no LP e 10 no CD. As músicas são remasterizadas digitalmente e "No Seu Lugar", “Fixação” e "Como Eu Quero" ficam incríveis. O trabalho rende disco de platina para o grupo.

Agora é a hora de um trabalho inédito e, em 1991, o Kid Abelha coloca nas lojas “Tudo é Permitido” com canções erotizadas e uma sonoridade mais eletrônica. Os sucessos ficam por conta de “Grand Hotel” que foi a mais tocada nas rádios, além de "Gosto de Ser Cruel", "Lolita", “A Indecência” e "Eletricidade" (estreia de George Israel nos vocais). Também tem as regravações “Não vou Ficar”, de Tim Maia e “Fuga número 2”, de Rita Lee. Neste disco, Kadu Menezes assume a bateria.

As canções “Grand Hotel” ganha um clipe filmado em Veneza e “No Seu Lugar” tem produção da MTV.

A turnê deste trabalho é sensacional e no cenário, imagens de filmes que combinam com cada música tocada. Quem dirige é a cantora Fernanda Abreu.

Em 1993, é lançado o CD “Iê iê iê” com os sucessos “92”, “Eu Tive Um Sonho”, “Deus (Apareça na Televisão)”, “Por uma Noite Inteira”, “Mil e Uma Noites”, “Um Segundo a Mais” e a primeira gravação em inglês na canção “Smoke On The Water”, de Deep Purple. A turnê tem uma pegada mais acústica com instrumentos, como violão, cello, violino e sax-soprano.

“Eu Tive um Sonho” é tema da minissérie global Sex Appeal.

Um ano depois é a vez de “Meio Desligado”, um álbum ao vivo que chega cheio de ousadia. Numa versão mais acústica e com outras roupagens, o repertório tem “Deus (Apareça na Televisão)”, “Seu Espião”, “Porque Não Eu?”, “Grand' Hotel”, “Como Eu Quero”, “Eu Tive um Sonho”, além de “Cristina”, do Tim Maria e "Solidão Que Nada" do Cazuza, e as participações especiais de Ritchie em “Como Eu Quero” e Lulu Santos em “Canário do Reino”. O disco bate 500 mil cópias vendidas e duplos de platina.

Após alguns shows em uma casa pequena, ele vira especial na TV e a banda segue em turnê por todo o Brasil.

Em 1996, o Kid Abelha lança “O Mundo Gira em Torno de Você” e as músicas têm uma pegada mais elétrica. Entre as faixas estão "Na Rua, na Chuva, na Fazenda", de Hydon, "Combinação", "A Moto", “Vou Mergulhar”, “Te amo pra Sempre” e “Como é que eu vou embora”. O disco vende 400 mil cópias e ganha disco de platina.

O videoclipe da música "Na Rua, Na Chuva, Na Fazenda" é premiado na categoria melhor clipe no prêmio Multishow de Música Brasileira. Nele, anônimos e diversos artistas cantam um pedacinho dessa dançante música..

Carreira internacional

Depois deste trabalho, no ano seguinte, eles lançam o disco “Kid Abelha” com versões em espanhol de seus principais sucessos. O CD não é lançado no Brasil, apenas nos Estados Unidos e países latino-americanos. Ele tem um delicioso dueto de Paula com o cantor Alejandro Sanz na canção “Nada por mi”.

A vez dos remixes

Em seguida, o grupo entrega todas as músicas da carreira para conceituados DJ’s que dão novas roupagens e eles lançam “Remix” que rapidamente vende 500 mil cópias. Não ficam de fora os sucessos “Fixação”, “Pintura Íntima”, “Eu Tive um Sonho”, “Eu Sou Terrível”, do Erasmo Carlos, “Te Amo Pra Sempre”, entre outros.

Novas parcerias

E em 1998 chega às lojas “Autolove” que marca a entrada de Egberto Gismonti com novos arranjos. Estão neste disco as canções: “Minas-São Paulo”, “Três Taças” em homenagem ao cantor e compositor Renato Russo, "Eu Só Penso em Você", "Maio…" e "Ouvir Estrelas".

Em 2000 é a vez de “Coleção” com diversos sucessos de outros artistas, como "Mamãe Natureza", de Rita Lee, "O Telefone Tocou Novamente" e "Mas, Que Nada", de Jorge Ben, "Pare o Casamento" da cantora Wanderléa e "As Curvas da Estrada de Santos”, de Roberto e Erasmo Carlos, além das inéditas "Deve Ser Amor", "Eu Sei Voar" e "Um Momento Só" Este é o último trabalho pela Warner.

O Kid Abelha (Paula, George e Bruno) então assina com a gravadora Universal e lança “Surf” que tem rock, baladas e canções soul. Entre os singles de maiores sucessos estão "Pelas Ruas da Cidade", "Eu Contra a Noite", "O Rei do Salão", "3 Garotas na Calçada", "Eu Não Esqueço Nada" e "Gávea Posto 6".

Em seguida, eles levam 150 mil pessoas para o Rock in Rio 3 e toda a turnê da banda também é sucesso em todo o pais, com todos os shows absolutamente lotados.

Disco esperado

E como acontece com diversas bandas, agora é a vez do Kid Abelha gravar sua versão acústica do projeto MTV. Em comemoração aos 20 anos da banda, chega às lojas o CD e DVD “Kid Abelha Acústico MTV” que fica durante 2 anos entre os CD’s mais vendidos. No repertório estão “Como Eu Quero”, “Fixação”, “Eu Contra a Noite” e as inéditas "Nada Sei", "Gilmarley Song", em homenagem a Gilberto Gil e "Meu Vício Agora", além das regravações de "Brasil", do Cazuza, "Mudança de Comportamento", do Ira! com participação do guitarrista e vocalista Edgard Scandurra, e "Quero Te Encontrar" , da dupla funk Claudinho e Buchecha.

Os singles “Nada sei”, “Quero te encontrar” e “Lágrimas e Chuvas” ficam no top 10 das rádios. A turnê tem ingressos esgotados e dura 3 anos, passando até pelos Estados Unidos.

O álbum é indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro e as vendas passam de 1 milhão de cópias. O DVD ganha disco de diamante duplo. Eles também são indicados ao Prêmio Multishow nas categorias: Melhor CD e Melhor Grupo. No Prêmio TIM de Música, o Kid Abelha ganha de Melhor CD de Pop Rock.

Em 2005, é lançado o CD e DVD “Pega Vida” com onze faixas inéditas, de autoria de George Israel e Paula Toller, entre elas "Poligamia", "Peito Aberto", "Eu Tou Tentando", "Por Que Eu Não Desisto de Você" e a regravação de "Será Que Pus um Grilo na Sua Cabeça?". A banda sai em turnê e em seguida faz uma pausa.

Volta relâmpago

Em julho de 2010 eles voltam aos palcos e a estreia é no Brazilian Day, em Tóquio, no Japão. Eles também se apresentam no Festival de Salvador, após oito anos, e o coro das pessoas deixa Paula emocionada.
No ano seguinte, a banda segue com a turnê “Glitter de Principiante”, comemorando os 30 anos de carreira.

Em 2012, a banda grava um especial transmitido ao vivo pelo Multishow com direito a participação da bateria da Escola de Samba Mangueira. A gravação vira DVD e também tem registros da turnê "Glitter De Principiante".

Novamente, Paula Toller, George Israel e Bruno Fortunato anunciam que farão uma pausa sem previsão de volta.

No entanto, durante essas “férias”, os integrantes seguem tocando os seus projetos pessoais.

Ex-integrantes: Kid Abelha

Inserir/Editar
    Foto do Álbum