Avenida Das Desilusões

Add
Avenida Das Desilusões (Letra)
Compositor: inserir
Tava matando até cachorro a grito
Tava vendendo geladeira para esquimó
Roendo um osso, carne de pescoço
Até mendigo quando olhava tinha dó

Nada

Eu acordei com a cachorrada
Me lambendo a cara
Eu tinha um troço no meu peito
E não valia nada
Garrafa seca, dor de cabeça
O que sobrou de mim
Tava rolando na calçada

Nada

E tudo o que eu queria
É que ela fosse doida por mim

Tudo começou há pouco tempo atrás
Eu ainda era o rei da madrugada
Bebia todas, mandava todas
Fazia tudo o que um cara numa boa faz

Nada

Porque naquele dia
Eu não sei dizer
Talvez porque tivesse que acontecer
Ela era a mais bonita
E eu não entendia
Tudo o que ela disse ou fez
Era melhor que sexo

Nada

Mas você conhece aquela velha história
É só você dizer que quer ficar
Que ela vai embora

(doida por mim)

mas nos combinamos de ser tudo, dizer tudo, tudo até o fim

(doida por mim)

e há um bar na avenida das desilusões
esperando por mim

e tudo o que eu queria
é que ela fosse
doida por mim
Informações

da Música (Avenida Das Desilusões)

Editar Informações

Comentários Avenida Das Desilusões

  • Comentar
      Foto do Álbum