Editar Biografia

Biografia Mamonas Assassinas

BrasilGuarulhos / São Paulo / Brasil Começou há 29 anos em Junho de 1990
Terminou há 24 anos em 3/1996
Mamonas Assassinas foi uma banda brasileira de rock cômico que fez muito sucesso durante o período de julho de 1995 até 2 de março de 1996. O som era uma mistura de punk rock com influências de gêneros populares, tais como forró, brega,pagode, etc. Os integrantes da banda eram Dinho (Alecsander Alves) - vocais e violão, Bento Hinoto (Alberto Hinoto) guitarra e violão, Samuel Reoli (Samuel Reis de Oliveira) baixo, Sérgio Reoli (Sérgio Reis de Oliveira) bateria e Júlio Rasec (Júlio César) teclados, backing vocals e vocais.
O grupo começou em 1989, quando Sérgio Reoli, conheceu Maurício Hinoto, irmão de Bento. Que apresentou o irmão guitarrista para Sérgio que tocava bateria ao ver Sérgio e Bento ensaiarem em sua casa, Samuel (irmão de Sergio) se interessou pela música e passou a tocar baixo elétrico. Os três formaram o grupo "Utopia", especializado em "covers" de grupos como Ultraje a Rigor, Legião Urbana, Titãs, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho, entre outras.

Em um show, o público pediu para tocarem uma música dos Guns N' Roses, mas e como não sabiam a letra, pediram a uma pessoa que assistia o show para ajudá-los. Subiu no palco Alecsander Alves, o Dinho, que provocou grandes risadas da plateia, com sua performance escrachada e acabou garantindo o posto de vocalista da banda. Dinho por sua vez convidou o quinto integrante da banda, o tecladista Júlio Rasec.

O "Utopia" chegou a lançar um cd de estúdio, que recebeu o nome de “A Fórmula do Fenômeno”, o cd vendeu menos de cem cópias. Os integrantes começaram a perceber que as palhaçadas e músicas de paródia que faziam nos ensaios para se divertirem eram mais bem recebidas pelo público do que "covers" e músicas sérias. Aos poucos foram apresentando nos shows algumas paródias musicais, no inicio com receio da aceitação do público, e assim o grupo percebeu a chave para o sucesso da banda.

Foi em um show que conheceram o produtor Rick Bonadio e decidiram mudar o perfil da banda, começando pelo nome, Mamonas Assassinas do Espaço, ideia de Samuel Reoli e reduzido para Mamonas Assassinas. Após gravar um disco produzido por Rick Bonadio (apelidado pela banda de Creuzebek), pela gravadora EMI, os Mamonas Assassinas saíram em turnê. Eles tocavam cerca de oito vezes por semana, com apresentações em 25 dos 27 estados brasileiros e ocasionais dois shows por dia. O cachê dos Mamonas Assassinas tornou-se um dos mais caros do país, variando entre R$50 mil e R$ 70 mil, e a EMI faturou cerca de R$80 milhões com a banda. Em certo período, a banda vendia 100 mil cópias a cada dois dias.

Com um único álbum de estúdio, os Mamonas Assassinas, vendeu mais de 3 milhões de cópias no Brasil, sendo certificado com disco de diamante comprovado pela ABPD . Com letras bem-humoradas, o álbum lançou os Mamonas Assassinas. ao estrelato nacional.

Os Mamonas Assassinas preparavam uma carreira internacional, com partida para Portugal preparada para 3 de março de 1996, mas no dia dia 2 de Março, a carreira da banda foi interrompida, enquanto voltavam de um show em Brasília, o jatinho Learjet em que viajavam, chocou-se contra a Serra da Cantareira, numa tentativa de arremetida, matando todos que estavam no avião. O enterro, foi no dia 4 de Março no cemitério Parque das Primaveras, em Guarulhos-SP, e foi acompanhado por mais de 65 mil fãs, em algumas escolas, até mesmo não houve aula por motivo de luto. O enterro também foi transmitido na televisão, com canais interrompendo sua programação normal.

Ex-integrantes: Mamonas Assassinas

Inserir/Editar
    Foto do Álbum