Editar Biografia

Biografia Marcelo D2

O cantor e compositor Marcelo D2 faz a mistura perfeita entre o rap, o samba e o hip hop. Ele começou sua carreira musical como vocalista do Planet Hemp, grupo que fundou com um amigo, em 1993. Em 1998, ele começou investir na carreira solo e 2003, o Planet acabou definitivamente. O álbum "Batida Perfeita" o levou para diversos lugares do mundo, Marcelo retomou alguns projetos com o Planet e fez parcerias bem interessantes. Muito talentoso, em 2008 a revista Rolling Stones o colocou entre os 100 maiores artistas da música brasileira. E mesmo com tantos anos na estrada, D2 continua dizendo o que pensa, principalmente sobre drogas e política.

História de vida suburbana

Marcelo D2 nasceu em São Cristóvão, no Rio de Janeiro, no dia 5 de novembro de 1967. Ele é filho de uma costureira com um chefe do departamento pessoal, Dark e Paulete. Desde pequeno Marcelo vive no subúrbio, próximo a marginalidade. Ele vivia com a molecada da vizinhança e começou a pichar e se envolver com a molecada.


Olha que fofura de menino com sua irmã Carla

Seus pais se separaram quando ele tinha 12 anos e aos 13 seu pai o pegou de jeito, disse que se ele era homem para andar na pilantragem, usar droga e beber cachaça, tamém ia apanhar igual homem. E foi aí que ele começou a tomar jeito. Ele foi morar com o pai no Catete e com o tempo, parou de pichar, serviu ao Exército, arrumou um emprego como vendedor de móveis e se casou.

Alguns anos depois, ele e a mulher foram para o Paraná, mas quando Marcelo voltou para o Rio de Janeiro, ele conheceu Skunk, um cara que só falava de música e apresentou um monte de gente para D2. Foi aí, que ele decidiu ser músico.

E nasce o Planet Hemp

Em 1993, ele monta o Planet Hemp junto com o amigo Skunk, mas em 1995, quando eles lançam o primeiro disco "Usuário", quem está no vocal é BNegão já que Skunk morreu. Os sucessos ficam por conta de "Mantenha o Respeito", "Legalize Já", "Fazendo a Cabeça" e "Porcos Fardados", uma crítica à violência policial. Também tem a música "Skunk", em homenagem ao grande amigo de D2. O álbum ganha disco de ouro e embora a música "Legalize Já" seja um sucesso, o clipe é sensurado.


Essa é a capa do primeiro disco do Planet Hemp

Em 1997, sai "Os Cães Ladram mas a Caravana Não Pára", que fala de chacinas, policiais e violência com muita samba, bossa nova, rap e suingue. Entre as faixas estão "Queimando Tudo", "Hip Hop Rio", "100% hardcore", "Quem me Cobrou" e a regravação de "Nega do Cabelo Duro". Nessa época BNegão já saiu do grupo para cuidar de sua banda The Funk Fuckers, mas ele ainda participar de algumas músicas. Em seu lugar entra Gustavo Black Alien.


Ousada, essa é a capa do segundo álbum

Com todas essas "reivindicações" só podia ter confusão à vista. Durante a turnê do disco, eles são presos por apologia às drogas. Eles ficaram 1 semana na cadeia de Brasília.


A banda do barulho

Em 2000, é a vez de "A Invasão do Sagaz Homem Fumaça" com BNegão nos vocais novamente. As músicas ficam por conta de "12 Com Dezoito", "Ex-quadrilha da Fumaça", "Test Drive de Freio de Camburão" e "Procedência C.D."
No ano seguinte, eles se rendem ao projeto MTV e lançam "MTV ao Vivo: Planet Hemp", que é gravado ao vivo em São Paulo. A banda volta praticamente com a formação original e eles tocam os sucessos "Não compre, plante!", "Legalize já", "Queimando tudo", "Hc3", "Procedência C.D." e "Raprockandrollpsicodeliahardcoreragga", entre outros.

Reveja aqui o grupo tocando junto

Vídeo Youtube - 22x2oOvA0lQ


Em 2003, acaba definitivamente o Planet Hemp.

Perda do amigo

Skunk e D2 se conheceram na Lapa sem querer, começaram a trabalharam juntos como camelô e ficaram muito amigos. Aliás, foi ele que levou Marcelo para a música. No entanto, antes do Planet Hemp estourar nacionalmente, Skunk já sabia que estava com Aids. Em 1994, ele morre e Marcelo cria o Selo Positivo para ajudar no tratamento de crianças portadoras do vírus HIV. Em seu lugar, entrou BNegão.


D2 com o amigo Skunk, de boina

Carreira solo brilhante

Parelalamente ao Planet Hemp, em 1998 Marcelo começa carreira solo. Seu primeiro álbum “Eu Tiro é Onda”, onde mistura samba e hip-hop é um sucesso. Entre as faixas selecionadas estão "Sessão", 1967", "Eu tiro é onda" e "Samba de Primeira".


Esse foi o primeiro disco solo

Em 2003, ele sai definitivamente do Planet Hemp e lança "A Procura da Batida Perfeita", que conta com participação de Seu Jorge, Martinho da Vila e Beth Carvalho em "Vai Vendo", "A Madição do Samba", "Batidas e Levadas", "C.B. Sangue Bom", “A Procura da Batida Perfeita”, “Qual É” e “Loadeando”, cantada com seu filho Stephan.

Marcelo D2 canta "Pode Acreditar (Meu Laiá Laiá)" com Seu Jorge em clipe divertido

Vídeo Youtube - v0UHvoLy85o


O disco também é lançado na Europa, Estados Unidos e Ásia e por causa disso D2 fez cinco turnês na Europa se apresentando nos maiores festivais do continente, como Montreux e no Cite de La Musique em Paris.

D2 com Pablo Lapidusas no Montreux jazz festival 2006

Vídeo Youtube - voaReZMRQtY


D2 conquistou todos os prêmios que concorreu inclusive como melhor letrista de 2004 pela Academia Brasileira de Letras.
Em 2004, ele lança o CD e DVD "Acústico MTV" com os maiores sucessos do cantor. No DVD tem camarim sem cortes, ensaio da música "Vai Vendo", entre outros.

Relembre D2 no acústico MTV solo

Vídeo Youtube - eD-I8IlXau4


"Meu Samba É Assim" chega às lojas em 2006. Com letras autobiográficas, tem samba, hip hop e rap. São 15 faixas inéditas e o álbum conta com participações especiais de Zeca Pagodinho e Alcione, e do rap, como Marechal e Aori. Entre os sucessos estão "Dor de Verdade", “That’s What I Got”, que entrou na trilha sonora da série Malhação 2007. Em 2008, várias músicas entraram para a trilha sonora do filme americano "Turistas".

D2 canta "Verdade" com Zeca Pagodinho

Vídeo Youtube - 6-zuRBv4zGA


D2 então sai para uma excursão de dois meses pela Europa, começando pelo Rock in Rio Lisboa 2006 e também passa pelos Estados Unidos.
E em 2008, ele lança “A Arte do Barulho” e o disco é sucesso absoluto. Agora D2 volta ao pop e faz um mix interessante de convidados que dividem o palco com astro, como Mariana Aydar, Thalma de Freitas, Roberta Sá nas canções "Congado", "Ela disse", "Minha Missão", "Atividade na Laje'.

Escute aqui "Minha Missão" de D2 com Mariana Aydar

Vídeo Youtube - U0UlqtZ3pZI


Em 2010 é a vez de “Marcelo D2 Canta Bezerra da Silva”, que é produzido pelo sambista Leandro Sapucayh e tem 14 faixas que incluem os maiores sucessos de Bezerra: "Se não fosse o samba", "Meu bom Juiz", "Bicho Feroz" e "Malandro Rife".



Essa foi a capa do disco, uma réplica do que Bezerra tinha feito

E em 2013, D2 lança [b]“Nada Pode Me Parar”[b] mais focado no rap. Dessa vez, ele conta com participação de seu filho Stephan. D2 também grava “Está Chegando a Hora (Abre Alas)”, “Na Veia”, “Eu já sabia” com participação de Sain, filho de D2, e Hélio Bentes (Ponto de Equilíbrio); “Fella” com participação de Shock (Start), Batoré (Cone Crew) & Akira Presidente[/]i]; “Danger Zone” com o cantor americano de [i]R&B Aloe Blacc. O CD foi gravado em Los Angeles.


Essa é a capa de "Nada Pode Me Parar".

Os casamentos de D2

Seu primeiro casamento foi com Sônia, que na época tinha 16 anos e ele 19. Foi paixão à primeira vista e cinco anos depois nasceu o primeiro filho, Stephan. Depois da Sônia, ele se casou com Manuela com quem teve Lurdinha.



Marcelo com Sthephan e Marcelo com Joana

Depois ele se casou com a bióloga Camila Aguiar, com quem está há mais de 14 anos e tem os filhos Lucas e Maria Joana.



D2 com Camila e com seus filhos Lucas e Maria Joana

Em 2008 rolou um boato de que Marcelo tinha traído sua mulher. É que ele foi flagrado com outra mulher, mas o cantor não se separou.
Em 2013, Marcelo D2 virou avô. Seu filho Stephan teve um bebê

Os filhos de D2 e o neto

Manifesto 33 e 1/3, a marca de D2

Em 2005, Marcelo criou a grife Manifesto 33 e 1/3 com a estilista Carol Aguiar, a irmã Carla e o grafiteiro e cenógrafo Flip. A marca une hip-hop e samba e eles já fizeram alguns desfiles das coleções, que oferecem peças esportivas, de streetwear e de alfaiataria. Na coleção tem bonés, camisetas, shapes, skates e fones de ouvidos. Ele inaugurou uma loja na Galeria Ouro fino, em São Paulo.


Estas são algumas peças que já foram da coleção 33 e 1/3

D2 diz que a loja não é só para vender, mas um lugar para receber o pessoal, fazer um happy hour, falar sobre o disco, dos vídeoclipes. Ele diz que era um sonho que ele está realizando.

O filho careta

Com todo seu histórico, Marcelo diz que já falou de drogas com o Stephan o filho mais velho, mas ele garante que o garoto é sossegado, que tem a cabeça no lugar. Mas ele também pega no pé. O filho repetiu de ano e ele levou a maior bronca. Ele exige que o menino acabe o colégio para depois decidir o que quer fazer da vida.

Volta do Planet Hemp

D2 não diz nunca, mas também não cria expectativas. No entanto, ele fala que foi uma época que passou e que não volta mais, no entanto, as vezes eles se reúnem para fazer algumas apresentações, como no Lollapalloza e no Rock in Rio.
Eles também se apresentaram no Circo Voador para comemorar os 30 anos da banda. Os ingressos se esgotaram em menos de uma hora.

Relembre Planet Hemp cantando "Mantenha o Respeito" no Lollapalloza de 2013

Vídeo Youtube - FjuNpZte4AA


As polêmicas de D2

Polêmica é com ele mesmo. Sem papas na língua, Marcelo D2 fala o que pensa sem medo de ser feliz. O tema que mais gerou confusão foi sobre drogas. Ele é a favor da a legalização da maconha[b], já cantou sobre isso e já foi até [b]preso por apologia, mas D2 não se amedronta.
D2 também já se desentendeu com os Racionais. É que ele usou um pedaço da música dos caras e eles ficaram puto. Eles acharam que Marcelo tinha que pagar direitos autorais e aí foi a maior confusão. D2 ficou puto porque era fã dos caras.

Quando se trata de política, aí o assunto pega fogo. Marcelo diz que não vota e é contra a obrigatoriedade nas urnas. Embora ele siga Marina Silva no twitter, nada muda em sua postura. Ele chegou a falar que se a Dilma ou o Serra fossem presuidente do Brasil iria fugir, mas assim como Lobão ele desistiu!

Muitos clipes e filmes

D2 adora gravar um clipe e diversas de suas música ganham clipes. Neste último álbum ele foi para a Califórnia e gravou um clipe para cada música.

Assista ao clipe “Está chegando a hora (Abre Alas)”

Vídeo Youtube - qCG3roLFbWs


Paralelamente a isso, o diretor brasileiro Johnny Araújo está tentando fazer um flme que contará a história da amizade de D2 e Skunk, fundadores do Planet Hemp, nos cinemas. No elenco está a atriz Nanda Costa, Fabricio Boliveira e Stepan Nercessian. Ainda não se sabe quem será D2.
    Foto do Álbum