Editar Biografia

Biografia Nando Reis

Ele lota shows Brasil a fora e é um dos maiores compositores brasileiros. Estamos falando de Nando Reis, um dos principais arrecadadores de direitos autorais no Brasil, de acordo com o ECAD (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição), levando em conta músicas tocadas em shows e nas rádios. São deles, os hits de maiores sucesso de Cássia Eller, Skank e Cidade Negra. Suas canções autobiográficas, retratam suas experiências. Sebastião, Zoe e Sophia, seus filhos, já ganharam música, assim como sua mãe e esposa. A família também foi retrada, assim como os seus dramas. Dessa forma, Nando Reis, que começa a sua carreira musical com o grupo Titãs, vai chegando de mansinho e não sai mais da nossa playlist.

Família inspiradora

José Fernando Gomes dos Reis, mais conhecido como Nando Reis, nasceu em São Paulo, em janeiro de 1963. Ele aprendeu a tocar violão com a mãe e a irmã mais velha, no entanto, o instrumento foi presente da avó materna quando ele tinha 7 anos.

Ele tem quatro irmãos e a história de sua família não é nada convencional. Além dele ser o único ruivo, ele conta que dois irmãos tiveram meningite. Um ficou surdo por conta dos medicamentos e a irmã teve encefalite e paralisia cerebral. Por conta disso, ela tinha surtos de agressividade e isso foi muito marcante para a família. Sua mãe foi estudar fonoaudiologia para poder se comunicar com o filho e fez questão de colocá-lo em uma escola normal já que defendia a inclusão. Não, não foi fácil lidar com tudo isso, mas esses fatos o ajudaram a não ter medo da vida e enfrentar o que for preciso.

Mas sua mãe não viveu muitos anos, ela morreu aos 53 anos, quando Nando tinha apenas 26. Ele estava no auge da carreira com os Titãs em turnê pelo Brasil, o que fazia com que não estivesse tão presente na vida da mãe nesse momento de luta contra o câncer. Quando ela faleceu, ele ficou muito mal e as drogas e a bebida se tornaram ainda mais presentes no seu dia a dia.

E assim como os seus pais, Nando também tem cinco filhos, quatro deles com a psicóloga Vânia Reis – Theodoro, Sophia, Sebastião e Zoe. O pequeno Ismael é do seu relacionamento com Nani e mora no Rio Grande do Sul. Além disso, ele é avô de Luiza, filha de Theodoro. Muitos deles já ganharam canções, como por exemplo, “O mundo é bão, Sebastião” que foi feita para o Sebastião, “Espatódea” para Zoe e “Só pra So” para a Sophia. A mulher Vânia também é “homenageada” em várias delas, assim como a sua mãe e sua família.

A vida com os Titãs

Sua carreira musical começa com o Titãs, em 1982. Aos 19 aos, ele assume o baixo e também se torna um dos cantores e compositores da banda, ao lado de Sérgio Brito, Paulo Miklos, Arnaldo Antunes, Branco Melo, Tony Bellotto e Marcelo Fromer. São de Nando, os hits de sucesso, "Marvin", em parceria com Sérgio Britto, "Querem Meu Sangue", "Os Cegos do Castelo", "Pra Dizer Adeus" com Tony Bellotto, "Bichos Escrotos" com Arnaldo Antunes e Sérgio Britto.

O grupo é um sucesso, a cada lançamento de um novo trabalho, eles saem em turnê e carregam multidões junto com a banda. No entanto, Nando já não se sente mais tão feliz em fazer parte da banda. Para contribuir, Marcelo Fromer, um dos seus companheiros de palco morre atropelado e alguns meses depois é a vez de Cássia Eller, que não resiste a uma série de infartos. Em pouquíssimo tempo, Nando Reis perde grandes amigos e isso mexe muito com ele, fazendo-o repensar a vida. Transtornado e muito triste, ele começa a se desentender ainda mais com os companheiros do Titãs e acaba com a ruptura da parceria.

Além disso, Nando também acha que não está sendo bem aproveitado. Ele apresenta diversas músicas, mas poucas são aceitas pela banda e ele se sente incompreendido dentro do grupo. O ruivo também acredita que o seu espaço é pequeno e deseja ter mais autonomia. Mas como em uma banda esse controle maior não é possível, a parceria acaba em 2002, depois de 20 anos de convivência. E apesar desse momento de desentendimentos, passado alguns anos, a relação é retomada e não há mais mágoas. Aliás, em 2012, Nando até participa do show em comemoração aos 30 anos do Titãs.

Dono do palco

Em 1995, Nando já começa a dar seus primeiros passos sozinho e, paralelamente ao Titãs, ele dá início a sua carreira solo e lança o seu primeiro disco, chamado “12 de janeiro”, data do seu aniversário. As músicas de destaque são “Bom Dia”, “Me Diga“ e “Meu Aniversário”.

Em 2000, ele coloca nas lojas "Para Quando o Arco-Íris Encontrar o Pote de Ouro", que é gravado nos Estados Unidos e todas as músicas são de sua autoria. Já estão aqui as canções que estourariam alguns anos depois, como “All Star” e “Relicário”. Peter Buck, guitarrista do R.E.M, toca bandolim nos hits "Dessa Vez" e "Frases Mais Azuis".

E 2002 é um ano marcante na vida de Nando. Ele sai dos Titãs e seu último trabalho com o grupo é o CD “A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana". E lança "Infernal... But There is Still a Full Moon Shining Over Jalalabad" que tem canções que ele fez para os Titãs e também algumas que foram sucesso na voz de grandes nomes e parceiros, como Marisa Monte, Cássia Eller, Skank, Jota Quest e Cidade Negra. Entre os hits estão “ECT”, “Eu e Ela”, “O Segundo Sol”, “Cegos do Castelo”, “Marvin”, “Onde Você Mora” e “Me Diga”.

No ano seguinte é a vez de “A Letra A”. Este álbum já conta com a banda Os Infernais que acompanha Nando em diversos trabalhos. Os sucessos ficam por conta da música que da nome ao disco, além de “E Tudo Mais”, “Hoje Mesmo”, “De Mãos Dadas” e “Tão Diferente”.

E 2004 é o ano de Nando. Ele firma parceria com a MTV e estoura com o lançamento do CD e DVD “MTV Ao Vivo - Nando Reis e os Infernais”. Ao vivo, o álbum tem os sucessos “Marvin (Patches)”, “A Letra A”, “Não Vou Me Adaptar”, de Arnaldo Antunes e “O Mundo é Bão, Sebastião” e as inéditas “Por Onde Andei”, “Pomar”, com participação da banda gaúcha Ultramen, “Quase que Dezoito” e “Mantra”. No DVD, além do show, ainda tem making of e uma entrevista com Nando Reis, além de duas canções exclusivas, "Dessa Vez" e "Me Diga" e as regravações de "Sangue Latino", dos Secos & Molhados, "My Pledge of Love", de Joe Stafford Jr e “Fogo e Paixão”, do Wando. O cantor ganha discos duplo de ouro e platina.

Em 2006, é a vez de “Sim e Não”, que tem as canções “Sim e Não” inspirada em sua mulher na época, a Nani, e “Espatódea”, que é uma homenagem a sua filha Zoe, a única entre os seus filhos que nasceu ruiva.

Em 2007, ele lança “Luau MTV”, mais um projeto da MTV, mas dessa vez ele é gravado na Praia Vermelha, no litoral norte de São Paulo. No repertório estão sucessos de seu último trabalho, “Sim e Não”, clássicos de sua discografia e participações especiais, como Negra Li em “Negra Livre”, Samuel Rosa, do Skank, em “Resposta”, Andréa Martins, da banda Canto Dos Malditos Na Terra Do Nunca, em “Luz dos Olhos” e Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, em “Sua Impossível Chance” e “Monóico”. No CD, as faixas “Mantra” e “O Segundo Sol” ficam de fora. O trabalho é um sucesso e rende disco de ouro e platina.

No ano seguinte, a gravadora coloca no mercado o CD “Perfil”, que é uma coletânea que traz os maiores sucessos de Nando Reis, como “A Letra A”, “Relicário”, “Onde Você Mora, “All Star”, “Resposta”, “Espatódea”, "Marvin", "O Segundo Sol" e "Sou Dela".

“Drês” chega no mercado em 2009 e tem participação da cantora Ana Cañas na faixa "Pra Você Guardei o Amor". Neste álbum ainda estão os hits “Hi Dri”, que ele fez para uma ex-namorada, “Conta”, “Só Pra So” que ele compôs para sua filha Sofia, “Livre Como Um Deus” e "Ainda Não Passou", que é indicada ao Grammy Latino de Melhor Canção Brasileira de 2009.

Em 2010, Nando, mais uma vez, arrebenta com o lançamento do álbum “MTV Ao Vivo Bailão do Ruivão com Nando Reis e Os Infernais”. Gravado em São Paulo, o cantor recebe a Banda Calypso para cantar “Chorando se Foi” e Zezé di Camargo e Luciano para soltar a voz em “Você Pediu e Eu Já...” e “Do seu Lado”. Mas neste trabalho estão “Whisky a Go Go”, do Roupa Nova, “Agora Só Falta Você”, sucesso de Rita Lee, “Muito Estranho (Cuida bem de Mim), de Baby do Brasil, “Gostava Tanto de Você”, do Tim Maia, “Lindo Balão Azul”, do Balão Mágico, entre outras. É o tipo de trabalho que não deixa ninguém parado!!!

Depois de alguns desentendimentos com a Universal Music, Nando encerra o contrato e lança, de forma independente, “Sei”. As faixas de destaque são "Lamento Realengo", "Pré-Sal", que aborda a sua infância, "Sei", "Back in Vânia", feita para a esposa Vânia, "Pra Quem Não Vem" com participação de Marisa Monte, "Eu & a Bispa" e "Coração Vago". O álbum está disponível no site oficial do cantor e pode ser comprado através dele também.

Em 2014, ele lança o CD e DVD “Sei - Como Foi Em BH”, gravado em Belo Horizonte. No repertório estão os sucessos da trajetória do artista, entre eles “De Janeiro A Janeiro” em parceria com a cantora Roberta Campos, “Hi Dri”, “All Star”, “Onde Você Mora”, “Pra Você Guardei O Amor”, “O Segundo Sol” e “Marvin (Patches)”. No DVD, as canções extras ficam por conta de “O Que Eu Só Vejo Em Você”, “Família”, “Por Onde Andei”, “Do Seu Lado” e “Espatódea”. Este álbum é indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Rock Brasileiro.

Multitalento

E muitas músicas que você nem imagina são de autoria deste gênio da composição. Um dos exemplos é a canção "Diariamente", que fica famosa na voz de Marisa Monte, além de "All Star", "O Segundo Sol" e "Relicário", que são interpretadas brilhantemente por Cássia Eller, "Resposta", "É Uma Partida de Futebol", “Dois Rios” e “Ainda Gosto Dela” ele escreve para especialmente para o grupo mineiro Skank. Os hits “Onde Você Mora” e "Querem o meu sangue", do Cidade Negra também são obras do ruivo, assim como “Do Seu Lado”, do Jota Quest.

Ele também atuou como produtor e colaborou com grandes nomes da música brasileira, como no álbum “Bem Jor”, de Jorge Bem Jor, e “Vange”, de Vange Leonel.

Com a amiga e parceira Cássia Eller, ele trabalhou mais vezes, nos discos "Com Você... Meu Mundo Ficaria Completo", “Acústico MTV” e “Dez de dezembro”, que saiu após a morte da cantora. Nando tem um profundo carinho pela cantora. Ele sempre diz que a parceria com Cássia foi a mais completa, pois eles se identificavam tanto no gosto musical, quanto na personalidade que eram muito parecidas.
Em 2009, Nando experimenta escrever um livro e lança o infantil “Meu Pequeno São-Paulino”, pela editora Belas Letras. Ele fala sobre a paixão de um torcedor pelo São Paulo e as conquistas de seu time.

Sucessos nas trilhas sonoras

E todo o sucesso das músicas de Nando, lhe rende convites para participar de diversas trilhas sonoras da novela. “Mantra” é selecionada para Começar de Novo, “O que eu só vejo em Você” entra em Além do Horizonte, “Espatódea” vai para Paraíso Tropical e “Sou Dela” entra em Favorita. Ainda tem mais. A canção "Sei" é incluída na trilha de Lado a Lado, “De Janeiro a Janeiro” vai para Sangue Bom e “All Star” entra em Sete Vidas. Nando também escreveu a música “Amor à Vida” especialmente para a novela homônima.

O cantor também se envolve com o filme “Dois Filhos de Francisco”, que conta a história da dupla Zezé di Camargo & Luciano. Ele interpreta a música “O Lavrador”, ao lado de Wanessa Camargo, para o álbum do filme.

Sexo, drogas e rock’n roll

Com Nando Reis não tem frescura, ele fala abertamente de qualquer assunto. Ele conta que começou a beber cedo, que a maconha não lhe agradou, mas a cocaína sim. Segundo o cantor, o álcool ajuda na desinibição porque ele se diz muito tímido e junto com cocaína, ele diz que era uma combinação que lhe dava prazer. Além disso, o uso destas drogas também estavam muito ligados ao seu processo de criação e apresentação no palco. Mas as coisas foram tomando uma grande proporção e ele percebeu sua vida estava sendo afetada por isso. Além de shows ruins, tinha o distanciamento da família e o seu corpo que não reagia mais da mesma maneira quando ele abusava.

Diante disso, ele deu uma entrevista em 2014 e disse que estava sem consumir álcool e drogas há mais de um ano. Agora o barato é fazer um show sóbrio, compor sem usar nada e estar mais perto da família. Ele descobriu prazer em tudo isso. Nando também retomou o seu casamento com Vânia, mãe de quatro de seus filhos de quem estava separado há oito anos.

Quanto a falar desse assunto com os filhos, ele diz que podem perguntar o que quiserem.

Amor, seu grande amor

Nando e Vânia se conheceram quando eles tinham 15 anos e ficaram casados por 20 anos. Musa de muitas de suas canções, o
álbum “Sei” é dedicado a ela e as canções “Sei”, “Coração Vago”, “Back in Vania”, “Praça da Árvore” falam muito do que eles viveram. Mas o relacionamento chegou ao fim e após se separarem Nando teve outros relacionamentos, entre elas com Nani, a mãe de seu filho Ismael e a cantora Marisa Monte. No entanto, ele conta que sempre esteve ligado a Vânia e pensando nela. Eles estão morando em casas separadas e muito felizes.

Família no palco

Os filhos de Nando, Theo e Sebastião, montaram a banda “Dois Reis” para cantar as músicas do pai, preferencialmente as que não estão no show que ele está em turnê. Eles fazem a abertura das apresentações do pai e Nando costuma cantar um pouco com os meninos, que também se apresentam de forma independente. Theo e Sebastião também lançaram um EP com duas músicas, a inédita “Passageiro do Vento”, que Theodoro compôs com o cantor Marcelo Mira e uma versão de “ECT”, que ficou famosa na voz de Cássia Eller, mas ganhou um novo arranjo.
    Foto do Álbum