Súplica Sertaneja (Letra)
Compositor: Moises Manoel
Quem dera meu deus quem dera
Quem dera que fosse mentira
Eu precisasse de fazer
Esta súplica caipira
Fazer que exista entre os homens
Um forte instinto de preservação
Respeitando a fauna e a flora
Que faz o encanto do nosso sertão

O homem esta se destruindo
Em nome da evolução
E desta forma vai surgindo
Tal qual um ser sem visão
A vida esta ficando triste
Porque não existe amor a natureza
Que clama em silencio mas clama
Pedindo respeito à sua beleza

Só vejo águas poluída
De leitos e rios que estão secando
Só vejo os tais caçadores
Estes assassinos estão aumentando
Tomara que deus me ouça
E tenha compaixão do povo sertanejo
Que não rezou na hora certa
E por isso agora esta suplicando

Pedindo a deus pra acudir
Pra salvar a todos de um triste destino
Pra não deixar secar as águas
Pra salvar os peixes que estão sumindo
Pedindo pra salvar o verde
O maior orgulho do interior
Pedindo a deus pra ajudar
O homem a viver com um pouco mais de amor

Aves e animais selvagens
Estão prestes a extinguir
Se prosseguir essa matança
Em breve ninguém vai ouvir
Os piados de um mutum e de um jaó
Vindos la da mata
Sempre enfeitando a tarde
Quando as capivaras fazem grande alarde

O verde da nossa bandeira
Nada irá simbolizar
Se com tantas derrubadas
O homem continuar
Em breve em muito pouco tempo estão anti-vendo
Um grande deserto
E os maiores prejudicados
Serão nossos filhos e os nossos netos.
Informações

da Música (Súplica Sertaneja)

Editar Informações

Comentários Súplica Sertaneja

  • Comentar
      Foto do Álbum