Luar do Sertão (Letra)
Compositor: inserir
Ó, que saudade do luar a minha terra
Lá na serra branquejando folhas
secas pelo chão
Esse luar cada cidade tão escuro
Não tem aquela saudade
Do luar do meu sertão

Não há, ó gente, ó, não
Luar como esse do sertão
Não há, ó gente, ó, não
Luar como esse do sertão

Se a lua nasce por detrás da verde mata
Mais parece um sol de prata
Prateando a solidão
E a gente pega na viola que ponteia
E a canção e a lua cheia
A nos nascer no coração

Não há, ó gente, ó, não
Luar como esse do sertão

Ah, quem me dera
Eu morresse lá na serra
Abraçado a minha terra
E dormindo de uma vez
Ser enterrado numa grota pequenina
Onde a tarde a sururina
Chora a sua viuvez

Não há, ó gente, ó, não
Luar como esse do sertão
Não há, ó gente, ó, não
Luar como esse do sertão

Coisa mais bela neste mundo não existe
Do que ouvir um galo triste
No sertão se faz luar
Parece até que alma da lua
É que diz, canta
Escondida na garganta
Desse galo a soluçar

Não há, ó gente, ó, não
Luar como esse do sertão
Não há, ó gente, ó, não
Luar como esse do sertão (2x)

Informações

da Música (Luar do Sertão)

Editar Informações

Comentários Luar do Sertão

  • Comentar
      Foto do Álbum