Briguenta (Letra)
Compositores: Praense, Toninho Mazzei
Eu sei que você me ama
Mas tem prazer em me maltratar
Me trata de qualquer jeito
Mas tem a vida pra me adorar

Você é prevalecida
Por ter certeza do meu amor
Por saber que eu a amo
E sem você morrerei de dor

Tem dia que qualquer coisa
Lhe enche a vida de otimismo
Tem dia que nem meus beijos
Não dão alívio ao seu nervosismo

Você é briguenta
E cimenta que não tem jeito
Mas adoro os seus defeitos
E de te amar não vou desistir

Você é nervosa
E carinhosa em certas horas
Às vezes me manda embora
E depois implora pra mim não ir

Você é briguenta
E cimenta que não tem jeito
Mas adoro os seus defeitos
E de te amar não vou desistir

Você é nervosa
E carinhosa em certas horas
Às vezes me manda embora
E depois implora pra mim não ir
Informações

da Música (Briguenta)

Editar Informações

Comentários Briguenta

  • Comentar
      Foto do Álbum