Lamento De Carreiro (Letra)
Compositores: Peão Carreiro, Praense
Saudade, quanta saudade
De um carro de boi cantando
Subindo e descendo serra
Muita carga carregando

Vai boiada, vai boiada
Era o grito do carreiro nas estradas
Vai boiada, vai boiada, vai boiada

Chora o mestre carreiro
Lamentando a evolução
Seu carro não mais cantou
Emudecendo o sertão

Vai boiada, vai boiada
Era o grito do carreiro nas estradas
Vai boiada, vai boiada, vai boiada

Eu era ainda criança
Mas me lembro muito bem
As coisas da nossa terra
Que hoje o sertão não tem

Vai boiada, vai boiada
Era o grito do carreiro nas estradas
Vai boiada, vai boiada, vai boiada
Informações

da Música (Lamento De Carreiro)

Editar Informações

Comentários Lamento De Carreiro

  • Comentar
      Foto do Álbum