Na Mesma Algema (Letra)
Compositores: Praense, Capricho, Marajá
Você é o alto astral desta minha vida
E eu sou a energia do seu viver
Por isso é impossível, minha querida
Ficarmos um sem o outro e não padecer

Você é a medida certa do meu abraço
E eu sou a dose certa do seu prazer
Se eu nos braços de outra sou um fracasso
Você nos braços de outro não é você

Prisioneiro um do outro
Na mesma algema
Pela sublime paixão suprema
Que para sempre uniu nós dois

O que eu quero você quer
Sempre foi assim
Gosto de você e você de mim
Nós somos iguais feijão e arroz

Você é a medida certa do meu abraço
E eu sou a dose certa do seu prazer
Se eu nos braços de outra sou um fracasso
Você nos braços de outro não é você

Prisioneiro um do outro
Na mesma algema
Pela sublime paixão suprema
Que para sempre uniu nós dois

O que eu quero você quer
Sempre foi assim
Gosto de você e você de mim
Nós somos iguais feijão e arroz
Informações

da Música (Na Mesma Algema)

Editar Informações

Comentários Na Mesma Algema

  • Comentar
      Foto do Álbum