Porão Da Vida (Letra)
Compositores: Peão Carreiro, Praense
Iludido na cidade grande
Eu pensei construir meu futuro
Mas a sorte não foi favorável
Me perdi num caminho escuro

Fiz de tudo, mas não consegui
Dar de mim o que sempre sonhei
Pelas drogas eu fui dominado
Me deixando marginalizado
E nas mãos da justiça cheguei

Hoje vivo com os condenados
Porque sou condenado também
Padecendo neste submundo
Onde os anjos da guarda não vêm

Envolvido com más companhias
Eu caí neste abismo sem fim
A caverna que o diabo mora
Onde a morte vem antes da hora
O terror vive em volta de mim

Os amigos me abandonaram
Meus parentes também eu perdi
Aos domingos vêm tantas visitas
Só a minha que ainda não vi

Sufocado neste mundo cão
Eu não vejo nenhuma saída
Viajando nesta diligência
Adotado pela delinquência
Esquecido no porão da vida
Informações

da Música (Porão Da Vida)

Editar Informações

Comentários Porão Da Vida

  • Comentar
      Foto do Álbum