Editar Biografia

Biografia Red Hot Chili Peppers

Estados UnidosLos Angeles / California / Estados Unidos Começou há 35 anos em 1983
Rede Hot Chili Peppers nasceu despretenciosamente em Los Angeles (EUA) e é uma banda marcada por tocar funk metal e misturá-lo ao rock alternativo e psicodélico, funk, heavy metal, punk rock e rap em apresentações exótica e polêmicas. Eles já lançaram um álbum que sozinho vendeu mais de 17 milhões de cópias só nos Estados Unidos, os shows também costumam ter performances inesquecíveis. A banda ainda coleciona diversos escândalos envolvendo fãs, abuso do uso de drogas, morte por overdose e muito entra e sai dos membros. E no meio de tudo isso, os RHCP também têm seis Grammy Awards, mais de 70 milhões de discos vendidos e estrela no hall da fama.

Amigos no palco

A banda de funk metal Red Hot Chili Peppers nasceu em 1983 e a primeira formação contava com os amigos Anthony Kiedis (vocalista), Flea (baixista), Hillel Slovak (guitarrista) e Jack Irons (baterista).

Mas antes de virar RHCP, em 1979, os meninos estavam com 15 anos e estudavam na Fairfax High School, em Hollywood (EUA). Michael Balzary (Flea), Hillel Slovak e Jack Irons tocavam o que gostavam e deram o nome da banda de “Anthym”. No entanto, Hillel e Irons deixam a banda para se dedicar ao projeto paralelo “What Is This?. Anthony Kiedis entra para o grupo em 1981, depois que Flea sai e se torna o vocalista, mas agora a banda se chama ”Tony Flow and The Miraculousy Majestic Masters of Mayhem”. No entanto, eles acham o nome grande e fecham em Red Hot Chili Peppers. Eles seguem se apresentando por Los Angeles e escrevem as músicas “Out in LA” e “Get Up and Jump” e como misturam rock e funk, começam a se destacar no cenário musical.

Os primeiros discos e algumas loucuras

Em 1983, eles finalmente assinam com uma gravadora. Quem aposta neles é a EMI, mas as coisas não fluem facilmente. Além do entra e sai dos membros, o produtor não dá liberdade para os meninos criarem as próprias melodias. Portanto, em 1984 sai o “The Red Hot Chili Pepper”, mas eles não curtem o resultado.

O clipe da música “True Men Don’t Kill Covotes” faz sucesso e o grupo segue fazendo shows que são cheios de adrenalina e movimento.

As drogas são muito presente no dia a dia da banda e Sherman e Kiedis começam a entrar em atrito. Em 85, Sherman sai do grupo e volta Hillel Slovak, que junto com Antony passam a consumir heroína.

Em 1985 eles lançam "Freaky Styley", mais funk, e o grupo sai em turnê pelos Estados Unidos e Europa. Mas como sempre acontece do RHCP, Cliff Martinez deixa a banda e Jack Irons volta e já participa desse álbum.

Em 1987 é a vez de “Capitol Studios” onde gravam uma versão funk para a música "Subteranean Homesick Blues", de Bob Dylan. Eles também colocam nas lojas "The Uplift Mofo Party Plan" com uma musicalidade bem mais agressiva e o disco vai muito bem.

Em 1988, eles lançam o EP “Abbey Road” com cinco músicas, entre elas “Fire”, de Jimi Hendrix. Na capa os rapazes estão nus com meias apenas tampando os órgãos genitais numa referência ao disco dos The Beatles. O disco não vai muito bem.

Além desse fato, uma tragédia pega o grupo de surpresa e a banda tem que encarar algumas mudanças. Hillel Slovak, aos 26 anos, morre por overdose. Impressionado com o que aconteceu, Kiedis, que também é viciado em heroína, resolve procurar ajuda, Irons abandona o grupo e Flea vai cuidar de sua vida pessoal.

Parecia o fim dos RHCP, mas eles conseguem novos membros e entram na banda, John Frusciante e Chad Smith e, em 1989, eles lançam "Mother's Milk" com o hit "Higher Ground", de Stive Wonder. Também estão neste disco as músicas "Fire" de Jimi Hendrix, "Knock me Down", "Subway to Venus", "Taste The Pain" e "Pretty Little Ditty". Eles vendem 5 milhões de cópias em todo o mundo, ganham disco de ouro e saem em turnê pela Europa.

Neste mesmo ano, eles já tinha tido problema com a justiça. É que, Kiedis ficou pelado na frente de uma mulher no backstage e tem que se explicar para o juiz, entre outros problemas com fãs.

Enfim, o sucesso

É em 1991 que o grupo estoura mundialmente com o álbum "Blood Sugar Sex Magik", que é gravado em uma mansão com quase nada de tecnologia. As músicas "Breaking the Girl", “Suck My Kiss”, “Give it Away” e "Under the Bridge", que fala da luta de Kiedis contra as drogas se destacam. Eles ganham diversos discos de platina e ficam durante um ano nos rankings da Revista Billboard. O álbum vende mais de 17 milhões de cópias em todo o mundo. Os Chili Peppers participam do festival Lollapalooza de 1992.

O clipe da música "Give It Away" é gravado em Deserto de Mojave, na Califórnia. Em 1993 eles veem para o Brasil pela primeira vez para participar do Festival Hollywood Rock.

No entanto, no auge do sucesso, o guitarrista Frusciante deixa o grupo (especula-e que o motivo seriam as drogas embora ele tenha alegado agenda cheia de shows). Depois de algumas tentativas, em seu lugar entra Dave Navarro. Eles tocam no festival Woodstock de 1994, em que apareceram com lâmpadas na cabeça.

Momentos complicados

E o ano de 1994 não é bom para os Chili Peppers. Flea tem fadiga crônica e precisa sair da banda para se recuperar. Além disso, morre River Phoenix, um dos melhores amigos dos meninos e Flea fica muito abalado.

Kiedis continua lutando contra a heroína, mas tem uma recaída. Eles continuam tentando achar um caminho para tocar juntos já que tinham mudado alguns membros. Eles vão para o Hawaii em busca de inspiração e em abril de 1994, ficam sabendo do suicídio de Kurt Cobain. Flea fica chocado e Kiedis escreve "Tearjerker" pensando na morte de Kurt, de quem eram amigos.

Eles então, em 1995, lançam "One Hot Minute", que não faz grande sucesso. No repertório Let’s Make Evil, que Kieds fala dos problemas que tem com os pais de sua jovem namorada, além de "My Friends", "Warped" e "Aeroplane".

Eles saem em turnê e, John Frusciante se afunda nas drogas. Em 1998, Dave Navarro sai da banda para se dedicar ao seu projeto "Spread".

Mas no ano seguinte, eles cantam "Love Rollercoaster", da trilha do filme Beavis e Butthead Fazem a América e ficam no topo das paradas.

Sucesso absoluto e Grammy

Em 1998, John Frusciante perde tudo por conta das drogas. Ele é internado por um período. Já livre do vício e dos problemas de saúde, Flea o convida para voltar par a banda e ele aceita no mesmo instante e trabalha brilhantemente em “Californication” que é lançado no mesmo ano. O disco faz um grande sucesso com os hits com os hits "Scar Tissue", "Californication", "Other Side", "Road Trippin" e "By The Way". O disco fica nas listas dos mais vendidos e mais tocados.

A música "Scar Tissue" ganho o Grammy Awards de Melhor Canção Rock. Eles a tocam na cerimônia com participação do rapper Snoop Dogg. O álbum também é premiado no MTV Video Music Awards.

Em 2001, o Red Hot Chili Peppers lança o primeiro DVD, “Off the Map com imagens de duas apresentações da banda. Eles também participam do Rock in Rio e fazem um megashow para cerca de 250 mil pessoas, um recorde para a banda e o evento.

Em 2002, eles colocam nas lojas "By the Way". Todos os integrantes se livraram de vez das drogas e o álbum é um sucesso, vendendo mais de 1 milhão de cópias só na primeira semana do lançamento. Destaques para "Dosed", "The Zephyr Song", "By the Way", "Can't Stop" e "Throw Away Your Television".

Em 2003, a banda lança a coletêna “Greatest Hits”, com as músicas que fizeram mais sucesso durante a carreira dos Chili Peppers, além de duas inéditas "Fortune Faded" e "Save the Population".
Também nesse mesmo ano, a banda faz um show que vira DVD, o ”Live at Slane Castle”, gravado na Irlanda.

Em 2004, RHCP lança o primeiro álbum ao vivo, o ”Live in Hyde Park”, na Inglaterra, que rende CD duplo. Durante o show também foram tocadas duas músicas inéditas: "Rolling Sly Stone" e "Leverage of Space".

Em 2006 chega às lojas a coletânea "Stadium Arcadium" com 28 melhores músicas gravadas pela banda, e torna-se o CD mais vendido de 2006. O álbum estreia em primeiro lugar na Billboard 200. Não ficam de fora as inéditas "Snow ((Hey Oh))", "Tell Me Baby" e "Dani California". O álbum duplo possui dois CDs intitulados "Mars" e "Júpiter". Eles vendem mais de 13 milhões de cópias.

No vídeoclipe de "Dani California" algumas bandas são homenageadas, como Sex Pistols, Nirvana e The Beatles.

Em 2007, eles ganham quatro estatuetas no Grammy Awards: "Melhor Performance de Rock em Dupla ou Grupo" (Dani California), "Melhor Música Rock" (Dani California), "Melhor Álbum de Rock" (Stadium Arcadium), "Melhor Disco em Edição Especial (Box)" (Stadium Arcadium), além de "Produtor do Ano" (Rick Rubin).

Em 2008, Kiedis diz que a banda fará uma pausa depois de emendar um trabalho atrás do outro, escrevendo, gravando e saindo em turnê.

Nessas “férias”, John Frusciante deixa a banda e o guitarrista Josh Klinghoffer, que já tinha participado de shows na turnê do disco 'Stadium Arcadium', entra definitivamente para o grupo.

Em 2010, os Chili Peppers voltam com tudo e fazem uma homenagem a Neil Young com um cover de "A Man Needs a Maid" no MusiCares.

Nesse período sabático, Flea conta que pensou em largar tudo, mas por amor ao amigo Anthony decidiu seguir em frente com a banda que eles criaram na juventude.

Em 2011 eles lançam ”I'm With You”, o décimo da carreira e vai superbem. O álbum estreia em 2º lugar no Top 200 da Billboard e fica em primeiro lugar em 17 países. Os singles de destaques são "The Adventures of Raindance Maggie", “Alternative Songs”, "Monarchy of Roses", “Look Around", "Did I Let You Know" e "Brendan's Death Song".

Neste mesmo ano, a banda aparece nos cinemas de todo o mundo ao vivo via-satélite direto de um show que eles estão fazendo na Alemanha e tocam diversas músicas. A turnê tem shows na Ásia, Europa, Estados Unidos, Los Angeles (para arrecadar fundos para o Silverlake Conservatory Of Music que ajuda crianças que querem aprender música), Austrália e América Latina, passando pelo Brasil com um show em São Paulo e outro no Rock in Rio.

Muito reconhecimento

Ainda em 2011, eles são indicados ao MTV Europe Music Awards como Melhor Grupo de Rock e Melhor Artista ao Vivo. O disco “I'm with You” também concorre ao Grammy Award de 2012 na categoria Melhor Álbum de Rock. E para fechar com chave de ouro, eles entram para o Hall da Fama do Rock em 2012 e fazem um show com quatro canções, além de uma apresentação com Slash, Billie Joe Armstrong, Ron Wood e George Clinton.

Ainda em 2011, eles lançam o EP “2011 Live” com canções ao vivo lançado através de seu website como download MP3 gratuito.

Em 2012 é a vez do EP “Rock & Roll Hall of Fame Covers” com covers de artistas que influenciaram a banda. Disponível em download digital.

Ainda nesse ano, Flea diz que eles vão liberar o “álbum” “I'm with You Sessions” com 18 novas canções nos próximos meses para download digital.

Em 2013 eles seguem em turnê e passam pela primeira vez pelo Alasca e pelo Paraguai e voltam ao Brasil, com shows em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em 2014, os meninos se apresentam ao lado do cantor Bruno Mars, no intervalo do Super Bowl XLVIII e batem recordes de audiência com 115,3 milhões de telespectadores.

Os meninos prometeram que lançarão um novo CD em 2015. Agora é aguardar.

RHCP nas telas

A vida e a obra dos Red Hot Chili Peppers também viraram documentários pra lá de interessantes. Em 1992 foi lançado “Funky Monks” com faixas que fizeram o álbum e outras que foram lançadas alguns anos mais tarde, como "Soul to Squeeze", além de entrevistas com os membros da banda e do produtor Rick Rubin. Ele foi relançado em DVD em 2000.

Em 2008, é a vez do documentário que fala sobre a colaboração dos Red Hot Chili Peppers no cenário do rock. O filme mostra o que há por trás das câmeras com foco na vida criativa do grupo.

Em 2012, sai “Por trás da fama”, que retrata as tragédias e confusões, o começo da carreira, entrevistas, as drogas, os shows e a vida sem vício.
    Foto do Álbum