Editar Biografia

Biografia Roberto Carlos

Roberto Carlos é um dos maiores cantores brasileiros. Com fãs fiéis de todas as idades, o cantor continua lançando discos, participando de projetos, fazendo shows no Brasil e no exterior e sendo chamado de rei. Ele já vendeu mais de 120 milhões de álbuns na América Latina e cantou em espanhol, italiano, inglês e francês. Na estrada desde a adolescência e com fama de galanteador, sua vida dentro e fora dela rende muita história. Confira a história de um dos caras que tem um dos maiores fãs clubes do Brasil.

Infância humilde

Roberto Carlos Braga nasceu em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, em 19 de abril de 1941. Ele é o quarto filho do relojoeiro Robertino Braga e da costureira Laura (ele tem mais dois irmãos e uma irmã). De família simples, aos seis anos de idade, brincando sobre a linha do trem, Roberto sofreu um acidente e teve de amputar a perna até pouco abaixo do joelho. Até hoje ele usa uma prótese.

Muito fofo o Roberto quando criança



Ainda criança aprendeu a tocar violão e piano com a sua mãe, mas depois ele foi para uma escola. Com o apoio da família, Roberto começou se apresentando em uma rádio local aos 9 anos.

Aos 15 anos, ele abandonou a muleta e passou a usar uma prótese e o episódio foi enterrado. Aliás, Roberto nem gosta de falar sobre o assunto. A família Braga mudou-se para a cidade de Niterói em 1957 e o menino começou a freqüentar as reuniões musicais no bairro da Tijuca (RJ).

A carreira musical

Já morando em Niteroi, Roberto conhece a Turma da Tijuca, que contava com ninguém menos que Jorge Ben, Tim Maia, Erasmo Carlos e Lafayette. Roberto Carlos passou a se apresentar com frequência em clubes e festas e foi convidado a se apresentar no programa musical "Clube do Rock", da TV Tupi. Nessa época, Roberto gravou alguns compactos e iniciava sua carreira oficialmente.

Nessa época de roqueiro, ele fez covers de Elvis Presley e cantou com a banda "The Sputniks", do Tim Maia e na "The Snakes", com Erasmo. Mas ele levava jeito mesmo para cantar músicas mais românticas. Ele então tentou se infiltrar na bossa nova, mas isso era pra ele. Ele então se rendeu às canções românticas, lançou os "Splish, Splash" e "É Proibido Fumar" e deu início ao movimento conhecido como Jovem Guarda. Foi aí que Roberto estourou. Ele ganhou até um programa em 1965 na TV Record, ao lado de Erasmo e Vanderléa, seus parceiros de palco e de grandes composições. O programa popularizou ainda mais o movimento e consagrou o cantor, que se tornou um dos primeiros ídolos jovens do Brasil. Depois vieram outros programas, mais discos e muitos sucessos.

Roberto Carlos e os "The Sputniks", do Tim Maia


Roberto Carlos em seu programa Jovem Guarda


Roberto, Erasmo e Vanderléa: trio parada dura de sucesso absoluto


Ele já vendeu mais de 120 milhões de discos e fez shows em diversas cidades do Brasil e do exterior.

Talento para filmes

Roberto também mostrou que leva jeito para ser ator. Ele participou dos filmes “Roberto Carlos em Ritmo de Aventura”, que tinha a música "Eu Sou Terrível" na abertura. Também teve [i]"Roberto Carlos a 300 km por Hora", "Diamante Cor de Rosa", "Roberto Carlos em Ritmo de Aventura"[/b], entre outras participações.

Roberto no filme "Em Ritmo de Aventura"


Roberto no filme "Diamante cor de rosa"


Contrato de exclusividade com a Globo

Quem acompanha o cantor, já percebeu que ele não se apresenta em outras emissoras. Desde 1974, ele é contratado da Rede Globo. Isso quer dizer que ele faz um programa no fim de ano e esporadicamente se apresenta nos programas da casa.

Roberto se apresentando em seu programa de fim de ano na Globo e comentando sobre a canção "Esse cara sou eu"

Vídeo Youtube - brzQM64RLWg


Suas músicas também são muito comuns nas novelas globais. A música "Esse cara sou eu" entrou na novela Salve Jorge, "Cartas de Amor" foi
para Em Família, "Eu te amo, te amo, te amo" entrou em A Regra do Jogo, "Tanta Solidão" em Tropicaliente, "Pergunte pro Seu Coração" em Pedra sobre Pedra, entre outras.

Outros projetos

Roberto não foca apenas em seus shows e discos, ele também se envolve com outros desafios. Desde 2005, ele tem o projeto "Emoções em Alto Mar", em que ele faz um show durante o cruzeiro que dura cinco dias. O show é bem intimista, afinal, estão lá apenas as pessoas do navio. O cruzeiro é bem concorrido e acontece todos os anos.

Roberto chegando no seu Cruzeiro, evento de sucesso


Roberto fazendo seu show no Cruzeiro

Vídeo Youtube - de1EM58D6QI


Em 2008, ele fez uma série de shows com Caetano Veloso só com versões de músicas de Tom Jobim em comemoração aos 50 anos da Bossa Nova.

Roberto cantando com Caetano "Chega de Saudade"

Vídeo Youtube - dFm7RfpZp5g


No ano seguinte, aconteceu o projeto "Elas Cantam Roberto – DIVAS", no Theatro Municipal de São Paulo, em homenagem aos 50 anos de carreira do ídolo. Adriana Calcanhoto, Alcione, Ana Carolina, Zizi Possi, Marília Pêra, Hebe Camargo, Fernanda Abreu, Daniela Mercury, entre outras dividiram o palco com o astro.

Roberto Carlos dividindo o palco com Ana Carolina

Vídeo Youtube - b0zQjKLOIpg


Grammy e outros prêmios

Sinônimo de sucesso de público e de vendas de discos, Roberto teve todo o seu talento reconhecido. Ele já ganhou quatro vezes o Grammy Latino, o Grammy Anglo de melhor performance pop latina e em 2015 foi homenageado como personalidade do ano.

Roberto Carlos se apresentando no Grammy Latino

Vídeo Youtube - fWb01EdOyrw


Não é só isso. O cantor foi homenageado pelos 50 anos de carreira no prêmio Billboard da Música Latina, que aconteceu em Miami. Nesse mesmo prêmio ele recebeu o prêmio na categoria Trajetória Artística e cantou alguns sucessos na premiação, como "Detalhes" e "Amada Amante" e a plateia foi ao delírio.

Confira a apresentação do cantor no prêmio Billboard

Vídeo Youtube - D__4WC7YLMs


Toc e outras manias

Quem não se lembra da história de que Roberto Carlos só usava azul ou branco e não deixava ninguém usar marrom ao seu lado? O que parecia apenas mania foi diagnosticado como TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo). Entre suas manias também estava entrar e sair pela mesma porta e excluir do seu repertório canções com palavras negativas.

Em 2004, ele procurou a terapia cognitivo-comportamental e está melhorando. Já voltou a cantar "uero que Vá Tudo pro Inferno" e "É Proibido Fumar”. A música "Negro Gato" não dá mais azar, "Imoral, Ilegal ou Engorda" não é mais uma ameaça tripla e "É Preciso Saber Viver" perdeu o trecho absurdo "se o bem e o bem existem" (voltou “e o mal”). O rei agora outras cores, como amarelinho ou verdinho e não se importa tanto se alguém tiver com uma roupa de cor escura ao seu lado. Mas ele continua não se desfazendo de seus carros e conversando com as plantas e animais.

Roberto com dois de seus carros antigos




Roberto cantando "É proibido fumar" em 2015

Vídeo Youtube - E14PsZmDvXQ


Suas mulheres e suas dores

Gente como a gente, Roberto não tem uma vida cheia de glamour atrás dos palcos. Ele sempre tentou manter tudo bem longe dos holofotes, mas devido a sua fama nem sempre é possível manter toda essa discrição.
Considerado um galã na época da jovem guarda, especula-se que ele teve um caso com a modelo Maria Stella e foi o pivô de sua separação (do jogador Denner). Já falaram até que ele pode ser o pai da filha de Maria Stella.

Ele também foi casado com Cleonisse Rossi, com quem teve Roberto Carlos Segundo, o Dudu Braga e Luciana. Ele também assumiu a paternidade de Ana Paula Rossi Braga, filha de Cleonisse. Seu filho Dudu nasceu com um problema muito sério na visão e enxerga pouquíssimo. Eles ficaram juntos por 11 anos.

Roberto e a família que ele construiu com Cleonisse


Roberto então se envolveu com atriz Myrian Rios, com quem ficou por mais 11 anos. Eles não tiveram filhos e especula-se que a causa da separação foi uma traição de Myrian.

Roberto e Myrian, uma musa na época do namoro


Roberto também teve um [b]breve relacionamento com a modelo e comerciante Maria Lucila Torres[b] com quem teve um filho reconhecido anos depois com um teste de paternidade.

Em 1996, ele encontrou o grande amor de sua vida, como cansou de dizer. Ele se reencontrou com a antiga namorada, a pedagoga Maria Rita. Na época da adolescência, o pai de Maria Rita não aceitou o namoro por ele ser bem mais velho, mas quando se reencontraram em 1991 retomaram o namoro. Em 1998, Maria Rita foi diagnosticado câncer em todos os órgãos e morreu em dezembro de 1999.

Depois dela, já surgiram alguns boatos de novos namoros, inclusive com a cantora Paula Fernandes, mas nada confirmado pelo cantor.

E as perdas de Roberto não pararam por aí. Em 2010, ele perdeu sua mãe Laura, depois foi sua filha adotiva, que teve uma parada cardíaca e em 2012 foi sua assessora de anos que teve uma parada.

Roberto com Maria Rita, o grande amor de sua vida


Roberto com sua amada mãe


Roberto e seus filhos


Roberto compositor

Roberto diz que, em lugar pode vir uma frase ou uma melodia a sua mente. Aí ele grava para depois olhar com calma. Quando acha que não tem nada a ver, descarta. Mas ele tem um "truque", se fala em terceira pessoa é porque está vendo com espectador ou como personagem; se fala em primeira pessoa, é porque viveu aquilo ou está tentando ser aquele personagem. Segundo o cantor, em “Detalhes” é ele e em "Este Cara Sou Eu", é o cara que ele tenta ser.

Em suas composições, ele já homenageou Maria Rita (Maria Rita meu amor) que todo mundo sabe e também sua família. Para os pais ele fez "Lady Laura" e "Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo" e para os seus filhos "Quando As Crianças Saírem de Férias" e "Fim de Semana".

Roberto canta para Maria Rita

Vídeo Youtube - tl8w3_q-wVo


Biografia em livro

Desde 1979, ele impede que biografias sobre sua vida sejam publicadas. Ele conseguiu na Justiça o recolhimento do livro "O Rei e Eu, memórias de seu ex-mordomo Nichollas Mariano".

Essa é a capa do livro


Em 1983, ele processou o jornalista Ruy Castro por uma reportagem na revista Status que detalhava seus namoros. Em 1993, impediu uma série sobre a sua infância no jornal Notícias Populares.

Desde 2006, o historiador Paulo César Araújo tenta publicar o livro "Roberto Carlos em Detalhes". Mas a assessoria do cantor com o apoio dele entrou com ação para impedi-lo. Ele alega que o livro invadia a sua privacidade e que ele mesmo escreverá a sua própria biografia.

Em uma manobra, Paulo César Araújo publicou o livro "O réu e o rei", onde conta os bastidores desse processo.

Esse é o livro "O réu e o rei"


Cá entre nós, uma biografia não autorizada é sempre mais interessante do que as chamadas "chapa branca".

De acordo com depoimento de Roberto, ele está gravando toda a sua história desde o ponto que ele se lembra, por volta dos 4 anos e também a parte que as pessoas contam pra ele. Ele garante que vai falar de tudo o que passou. Segundo Roberto, ele já gravou uns 30% do que quer contar no primeiro volume.

Discografia de dar inveja

Cantando desde 1959, a discografia do astro é enorme. Há dezenas de discos e muito mais dezenas de sucessos. Confira aqui.

De 1959 a 1964 todos os seus discos chamavam "Roberto Carlos" e entre as músicas que fizeram sucesso nesse período estão "João e Maria", "Canção de Amor Nenhum ", "Louco Por Você”, "Parei Na Contramão".

Em 1961 foi a vez de "Louco por Você" com os sucessos "Não é Por Mim", "Olhando Estrelas (Look For a Star)", "Só Você" e "Linda".

Em 1963, ele lançou "Splish Splash" com as músicas "Onde Anda O Meu Amor", "Nunca Mais Te Deixarei" e a própria "Splish Splash".
Splish Splash foi uma das músicas de maior sucesso do rei

Em 1964 chegou nas lojas "É Proibido Fumar" com a música homônima, "O Calhambeque (Road Hog)", "Nasci Para Chorar (Born To Cry)" e "Amapola".
No mesmo ano ele grava um disco em espanhol, o "Roberto Carlos Canta A La Juventud" com os sucessos "Es Prohibido Fumar", "Un Leon Se Escapo", "Mi Gran Amor", "Mi Historia de Amor".

No ano seguinte é a vez da versão em português com os hits "Aquele Beijo Que Te Dei", "Não Quero Ver Você Triste', "A Garota Do Baile" e "Rosita".

Em 1965 sai o disco "Jovem Guarda" com o super hit "Quero Que Vá Tudo Pro Inferno", "Eu Te Adoro Meu Amor", "Pega Ladrão" e "Escreva Uma Carta Meu Amor".

No ano seguinte, o cantor lança "Roberto Carlos" com as músicas "Eu Te Darei O Céu", "Querem Acabar Comigo”, "Negro Gato" e "Namoradinha de Um Amigo Meu".

Na época de galã ele arrasava ainda mais nos palco
Vídeo Youtube - wTtb0o5DQw4


Em 1967, o rei lança "Roberto Carlos Em Ritmo de Aventura" com "Eu Sou Terrível", "Como É Grande O Meu Amor Por Você" e "De Que Vale Tudo Isso”.

No ano seguinte, ele coloca nas lojas "O Inimitável" com "Ninguém Vai Tirar Você de Mim", "Se Você Pensa", "Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo" e "Ciúme de Você".

De 1969 a 1975, ele lança um disco anualmente com o nome "Roberto Carlos" e os sucessos "As Curvas Da Estrada de Santos", "Oh, Meu Imenso Amor", "Ana", "Preciso lhe Encontrar", "Jesus Cristo", "120...150…200 km Por Hora", "Detalhes", "A Namorada", "Amada, Amante", "Como Vai Você", "Você É Linda", "A Cigana", "Não Adianta Nada", "Despedida", "É Preciso Saber Viver", "Quero Que Vá Tudo Pro Inferno", "Além Do Horizonte", entre muitas outras.

Em 1976, ele lança "San Remo 1968" com "Canzone Per Te", "Eu Daria A Minha Vida", Un Gatto Nel Blu", "Ai Que Saudades Da Amélia", entre outros.

De 1976 a 1987 novamente os discos vem anuais com o nome "Roberto Carlos" e entre eles estão os hits "Ilegal, Imoral Ou Engorda", "Você Em Minha Vida", "Amigo", "Falando Sério, "Solamente Una Vez", "Sinto Muito", "Lady Laura", "Café Da Manhã", "O Ano Passado", "Meu Velho, Meu AmigO", "O Gosto de Tudo", "Amante à Moda Antiga", "Emoções", "Quando O Sol Nascer", "Meus Amores Da Televisão", "Fera Ferida", "Preciso de Você", "Eu Te Amo (And I Love Her)", "Você Na Minha Mente, "Amor Perfeito", "Eu Quero Voltar Para Você" e "Aventuras".

Em 1988 sai "Roberto Carlos Ao Vivo" com os seus maiores sucessos: "Emoções", "Eu Sou Terrível", "Canzone Per Te", "Falando Sério", 'Eu e Ela" e "Detalhes".

De 1988 a 1992 vem uma nova leva com o título "Roberto Carlos" e mais os sucessos: "Eu Sem Você". "O Que é Que Eu Faço", "Pássaro Ferido", "Sonrie (Smile)", "Se Você Pretende", "Como as Ondas Voltam Para o Mar", "Mujer", "Pergunte Pro Seu Coração", "Mudança", "Você é Minha", "Eu Preciso Desse Amor", "Los Hombres No Deben Llorar", "Una En Un Millón", "Emoções", "Detalhes" E "Cavalgada".

Em 1993, o cantor lança mais um disco todo em espanhol com os seus maiores sucessos, como "Un Millon de Amigos (Eu Quero Apenas)", "Lady Laura (Lady Laura)", "Propuesta (Proposta), "Amante A La Antiga (Amante à Moda Antiga)" e "Amada, Amante (Amada, Amante)".

E em 1993 e até 1996, voltam os discos com nome "Roberto Carlos" e as músicas "Coisa Bonita", "Se Você Pensa", "Quero Lhe Falar Do Meu Amor", "Quando a Gente Ama", "Eu Nunca Amei Alguém Como Eu Te Amei", "Quando Eu Quero Falar com Deus", "Romântico", "Mulher de 40" e "Como é Grande o Meu Amor Por Você".

Em 1997 sai "Canciones Que Amo" com as músicas "Abrázame Asi", "Adios", "Mi Carta" e "Insensatez".

No ano seguinte, ele lança "Roberto Carlos" com "Eu Te Amo Tanto", "Vê Se Volta Para Mim" e "Falando Sério" .

Em 1999 chega às lojas o disco "Mensagens", que tem um apelo religioso. Estão neste álbum "Jesus Cristo", "Nossa Senhora", "Luz Divina", "Aleluia", "Fé", "Quando eu Quero Falar com Deus", entre outros.

No mesmo ano, o cantor lança disco duplo "Grandes Sucessos" com suas músicas de destaque e não ficam de fora "Detalhes", "Lady Laura", "Como é Grande o Meu Amor Por Você", "O Calhambeque (Road Hog), "Emoções", "Amada, Amante (Amada, Amante)", "Café Da Manhã" e "Mulher de 40". Em 2000, sai a versão dupla em espanhol com o repertório bem parecido.

No mesmo ano, chega às lojas "Amor Sem Limite" com as canções "O
Grande Amor da Minha Vida", "Eu Te Amo Tanto", "Tu és a Verdade, Jesus" e "Momentos tão Bonitos".

E em 2001 o cantor também se rende ao projeto e lança "Acústico MTV" com "Além Do Horizonte", "As Curvas Da Estrada de Santos", "Detalhes", "É Preciso Saber Viver", entre outros sucessos. No ano seguinte, é a vez de "Roberto Carlos" com as versões de seus maiores sucessos ao vivo.

E em 2003, ele lança "Pra Sempre" com as músicas "Com Você", "O Encontro", "História de Amor" e "Eu Vou Sempre Amar Você". No ano seguinte vem a versão ao vivo com “Ilegal, Imoral ou Engorda", "O Calhambeque", "Pra Sempre" e "Cavalgada".

Em 2005 vem um novo "Roberto Carlos" com as músicas "Promessa", "O Amor é Mais" e "Coração Sertanejo".

Em 2006, chega às lojas "Roberto Carlos" com duetos e o Pot-Pourri de "Tutti-Fruti/Long Tall Sally/Hound Dog/Blue Suede Shoes/Love me Tender", além de "Coração de Estudante", " Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim", Além do Horizonte, entre outros.

Em 2008, o rei lança "Roberto Carlos En Vivo" com seus maiores sucessos em espanhol.

E no mesmo ano, ele fecha um projeto com Caetano Veloso para cantarem as músicas de Tom Jobim. Fica sensacional. No repertório estão "Garota De Ipanema", "Águas De Março", "Por Toda Minha Vida", "Chega De Saudade", entre outras.



Em 2009 é a vez do projeto "Elas Cantam Roberto Carlos" em que o cantor divide o microfone com Hebe Camargo, Alcione, Luiza e Zizi Possi, Fernanda Abre, Wanderléa, entre outras musas.



E no ano seguinte os cantores sertanejos é que soltam sua voz no álbum duplo "Emoções Sertanejas". participam desse disco [i]César Menotti & Fabiano, Gian & Giovani, Bruno & Marrone, Dominguinhos & Paula Fernandes, Victor & Leo, Roberta Miranda, Zezé Di Camargo & Luciano, Daniel, Leonardo, Chitãozinho & Xororó[/b], entre outros.

[center]Roberto com os sertanejos[/Center]
Vídeo Youtube - v-bydWc6yLo


Em 2012, Roberto grava o disco duplo em Jerusalém, que ganha o nome de "Roberto Carlos Em Jerusalém (Ao Vivo)". Nele também estão os maiores sucessos do cantor, além de "Eu Quero Apenas", "Unforgettable", "Jerusalém Toda De Ouro" e "Yerushalaim Shel Zarav".

Roberto canta "Yerushalaim Shel Zarav"

Vídeo Youtube - YpC9d-FT8tI


Neste mesmo ano chega às lojas um pequeno disco com as canções "Esse Cara Sou Eu", "Furdúncio", "A Mulher Que Eu Amo" e "A Volta".

Em 2014, é a vez do DVD “Roberto Carlos - Duetos 2”. O projeto traz alguns dos maiores e mais emocionantes duetos exibidos ao longo dos últimos anos. Alguns deles são “Estranha Loucura”, com Alcione, “Que Maravilha”, de Jorge Ben Jor, “Amor I Love You”, com Marisa Monte e muito mais.

Show de talento com Rita Lee

Vídeo Youtube - V-2Wmt7Bqjc


Roberto canta com Marisa Monte

Vídeo Youtube - pL2QPS6lWgo


Em 2015, ele lança DVD “Roberto Carlos em Las Vegas”, que foi gravado no MGM Grand Garden Arena, que contou com orquestra, coral e repertório exclusivo com canções cantadas em inglês, espanhol e italiano, como “Desahogo”, versão da música Desabafo, “Breakfast” (Café da Manhã), entre outras. Também estavam no repertório “Canzone Per Te” e “Un Gato en La Oscuridad”, “Amada Amante” e “A Distância”.

Essas são algumas das capas de seus discos
    Foto do Álbum