Editar Biografia

Biografia Rodrigo Santos Official

Release Rodrigo Santos

Artista e músico autodidata desde menino (cantor, compositor, instrumentista, arranjador e produtor), nascido em 14 de abril de 1980, Rodrigo Santos ou Didigo (apelido de família na infância), Mineiro de Mariana (primeira capital de Minas Gerais), atualmente vivendo na cidade de São Paulo, mistura elementos de rock, black music, folk, reggae, música baiana e eletrônica num som bem popular brasileiro, com letras atuais e lúdicas em curtição e alto astral, e letras sérias reflexivas falando de amor de forma inteligente com um linguajar simples, podendo ser entendido e compreendido desde um analfabeto até um intelectual, sempre evidenciando ou subliminando a sensualidade, uma de suas características fortes e marcantes, originando assim um novo estilo diferenciado e com identidade própria, auto denominado Pop Rock Universitário.

Desde criança, já manifestava grandes aptidões artísticas dentro de casa, na escola e aonde quer que fosse (dublava e dançava Menudo, Turma do Balão Mágico, Trem da Alegria, Dominó, Polegar, Paquitos, além de fazer teatrinho, construir personagens e simular comerciais de televisão, dentre outros). Fez no aparelho de som de casa sua própria “rádio pirata” com programação e tudo mais, utilizando um microfone azul sem fio do Paraguai, onde colocava de baixo das portas dos vizinhos, bilhetes manuscritos contendo informações de seu programa e, por incrível que pareça, era sucesso de audiência em seu pequeno raio de abrangência.

Na adolescência, ganhou sua primeira guitarra de sua mãe e logo em seguida seu primeiro violão de seu pai. Influenciado por bandas e artistas de hard rock internacional (Bon Jovi, Guns N’ Roses, Bryan Adams, Lenny Kravitz...) e pop rock nacional (Jota Quest, Capital Inicial, Ivete Sangalo, Wilson Sideral...), começou a compor e tocar em barzinhos e festas de Mariana e Ouro Preto, onde pouco tempo depois já integrava como um dos vocalistas de uma banda de axé local chamada “Bandabadá”, responsável por sua performance e presença de palco. Teve também sua experiência como repórter e redator no Jornal Ponto Final (impresso/local) e na Rádio Mariana FM na condição de apresentador/imitador de um programa humorístico semanal aos sábados.

No início de sua fase adulta, mudou-se para BH a fim de estudar e trabalhar com o que realmente gosta. Formou-se em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda e especializou-se em Criação e Produção em Mídia Eletrônica: Rádio e TV, onde trabalhou em produtoras de comerciais e logo perceberam que sua verdadeira vocação estava na frente das câmeras. Com isso, fez cursos profissionalizantes de Locução e Apresentação em TV, Teatro, Interpretação para Cinema e TV, iniciando sua trajetória dramatúrgica no Cinema Independente e na Publicidade (campanhas/comerciais fotográficos e de TV). Teve sua experiência na Rádio Mix FM Belo Horizonte e também estudou idiomas (inglês e espanhol) e música (guitarra e técnica vocal). Investimento foi o que não faltou para lapidação de seus dotes natos.

Nessa mesma fase, liderou uma banda de Pop Rock autoral e cover (repertório nacional e internacional) chamada “Jack Row”, que não durou muito devido à incompatibilidade de ideais e, sucessivamente, cantou numa banda de baile / banda show chamada “Companhia da Música”. Se apresentou como vocalista de bandas e cantor solo em festivais, casas noturnas, bares e grandes eventos do estado.

Em meados de 2015, lança seu primeiro EP (Extended Play) solo de autoria própria e de forma independente, intitulado “Rockstar” com seis singles, dentre eles “Revanche”, “Dragão Brasileiro”, “Boto Fé” (roteirista e ator do vídeo clipe), “Mais Uma de Amor”, “Razões” e “O Teatro do Absurdo”, onde teve uma aceitação muito grande do público em suas abordagens e vendas nos bares da capital mineira.

Em janeiro de 2016, lança o Vídeo Clipe com o Single para o Verão e Carnaval de 2016 denominado “#TouchScreen (Passa a Mão em Mim)”, cuja letra faz uma sátira retratando o contato moderno e absurdo muito mais forte virtual do que real, em que tem tido uma identificação e empatia para com os mais diversos tipos de público, originando assim um número significativamente alto de visualizações nas redes sociais.

Em 2018 lança o Vídeo Clipe com o Single "Arrocha Brasil", satirizando a situação político-econômica atual do país.

Em 2019 lança o Vídeo Clipe com o Single "Levemente Canalha". No mesmo ano muda-se para São Paulo - SP alçando vôos cada vez mais altos no quesito vitrine e projeção. E mais um Vídeo Clipe com o Single é lançado, "As Mina Pira Nos Maromba".

Dinâmico, pró ativo, carismático e criativo (além de talentoso e sempre bem humorado), características marcantes de Rodrigo Santos, que já trabalhou em telemarketing e assessoria de comunicação, também como vendedor de lojas em shoppings, promotor, produtor e locutor de eventos na capital mineira e outras localidades, professor de violão; também em seu início profissional em posto de saúde, escolas municipais e secretaria de cultura e turismo da prefeitura municipal de sua cidade natal, o que também serviu de bagagem para acrescentar positiva e favoravelmente na sua carreira bem sucedida, sendo assim, uma promessa diferenciada a se cumprir dia pós dia no cenário artístico, dramatúrgico e musical.

Rodrigo Santos Official

Facebook/Profile: https://www.facebook.com/rodrigo.s.santos.35

Instagram: @rodrigosantosofficial
https://www.instagram.com/rodrigosantosofficial

YouTube:



Vimeo: https://www.vimeo.com/rodrigosantosofficial

Twitter: @rsantosofficial

Snapchat: rsantosofficial
    Foto do Álbum