De Tudo Na Vida (Letra)
Compositor: inserir
Conto minha vida galante altaneiro
Eu já fiz de tudo no Brasil inteiro
Nasci no Brasil, eu sou brasileiro
Eu tive fazenda e já fui fazendeiro

Já morei na roça, eu já fui roceiro
Já lidei com gado, já fui boiadeiro
Já comprei zebu, já fui zebuzeiro
Eu nasci em Minas, pois eu sou mineiro

Eu morei na Europa lá nos estrangeiro
Já lidei com tropa, eu já fui tropeiro
Já dancei catira, já fui catireiro
Na engenharia já fui engenheiro

Gostei de fandango, já fui fandangueiro
E quando eu fui pobre gostei de dinheiro
Gosto de viola, eu sou violeiro
Gosto de cantar com meus companheiro

('Eu já cantei, eu já fui sambista
E na Mogiana fui telegrafista
E depois passei a ser maquinista
Na usina Jungueira eu já fui foguista

Eu já fui na vida automobilista
Eu vendi jornal, já fui jornalista
No grupo escolar já fui catequista
Moro em São Paulo, capital paulista”)

No curso dentário eu já fui dentista
Estudei ciência, já fui cientista
Eu já farreei, eu já fui farrista
Em acordeon, acordeonista

Meu nome é gravado escrito na lista
E tudo no mundo fiz minha visita
Tenho grande fama, sou violonista
Eu faço de tudo, hoje sou artista
Informações

da Música (De Tudo Na Vida)

Editar Informações

Comentários De Tudo Na Vida

  • Comentar
      Foto do Álbum