Amores Desiguais (Letra)
Compositores: Silvério, Dino Franco
É bem verdade que ela partiu
E despediu para não voltar
Mas o motivo de sua partida
Ninguém não sabe, querem censurar

Ela jurou que me amava tanto
E como prova me deu sua mão
Mas com o tempo então eu descobri
Que era de outro o seu coração
Mas com o tempo então eu descobri
Que era de outro o seu coração

Eu fiz de tudo para ser feliz
Com esta mulher e não fui capaz
É impossível a felicidade
Quando os amores são tão desiguais

Não sei por que a gente ama tanto
A esse alguém amei até demais
Mas condeno a sua liberdade
Sei que é de outro que ela gosta mais
Mas condeno a sua liberdade
Sei que é de outro que ela gosta mais

Vou procurar esquecer para sempre
Esta mulher já me pertenceu
Faça de conta que ela tem razão
E o culpado de tudo fui eu

Mas quando passa a noite vem o dia
O sol se esconde vem o anoitecer
Tenho certeza cedo ou mais tarde
Vem o castigo pra quem merecer
Tenho certeza cedo ou mais tarde
Vem o castigo pra quem merecer
Informações

da Música (Amores Desiguais)

Editar Informações

Comentários Amores Desiguais

  • Comentar
      Foto do Álbum