O Presidente e o Lavrador

Add
O Presidente e o Lavrador (Letra)
Compositor: Léo Canhoto
Excelentíssimo senhor presidente
Aqui estou na vossa frente com muita admiração
É um brasileiro que vos fala nesta hora
Por favor, me ouça agora, nobre chefe da nação

É com respeito que venho a vossa presença
Falar com vossa excelência pra olhar pra gente nossa
Venho pedir para o senhor, bom presidente
Olhar pela minha gente que trabalha lá na roça

Vossa excelência precisa ir no interior
Pegar na mão do lavrador e ver seu rosto queimado
Aqueles calos que ele tem, eu lhe asseguro
É de um trabalho duro, muito honesto e muito honrado

Este meu povo é igualzinho a formiga
Trabalha muito e não liga, sempre foi batalhador
Por isso digo e repito novamente
Ajude, senhor presidente, meu querido lavrador

Pertenço a eles, eu falo de coração
Se for preciso beijo a mão deste povo tão ordeiro
Bato no peito, grito alto, falo sempre
Sou filho de boa gente, e sou filho de um roceiro

Eu vim da roça está fazendo muito tempo
Me lembro a todo momento do meu povo do interior
Porque meu sangue é de um povo hospitaleiro
É sangue de brasileiro, é sangue de lavrador
Informações

da Música (O Presidente e o Lavrador)

Editar Informações

Comentários O Presidente e o Lavrador

  • Comentar
      Foto do Álbum