Editar Biografia

Biografia Supertramp

Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte Começou há 52 anos em 1969
A história da banda Supertramp começou no ano de 1969, quando o tecladista e vocalista Rick Davies, que até então já tinha feito parte de outros três grupos (Rick’s Blues, The Lonely Ones e The Toin), decidiu sair em busca de outros músicos para tocar. Para isso ele pode contar com a ajuda do milionário holandês Stanley August Miesegaes, que o “patrocinou”, pagando pelo anuncio no jornal Melody Maker, onde Rick procurava novos integrantes.

Em pouco tempo acabou conhecendo Roger Hodgson, os dois criaram algumas composições e formaram a banda Daddy, que seria o embrião do Supertramp. O grupo mudou de nome por sugestão de Robert Millar (Bateria), que ao lado de Richard Palmer (Guitarra e vocal), Rick Davies (Vocal, teclados e gaita) e Roger Hodgson (Vocal e Baixo) completavam a sua primeira formação.

Em 1970, lançam o primeiro LP, auto-intitulado. O tipo de música era completamente diferente do que seria posteriormente.
Tanto este álbum quanto o segundo, “Indelibly Stamped” foram um fracasso de vendas, mesmo tendo no segundo uma nova formação (Frank Farrel no baixo, Kevin Currie na bateria e Dave Winthrop na flauta e sax) e um direcionamento mais pop.

Rick e Roger, devido a esse fiasco inicial, dispensam os outros músicos e, em 73, finalmente estava firmado o que seria a formação clássica da banda: Dougie Thomson (Baixo), Bob Sienbeberg (Bateria) e Jonh Anthony Helliwell (Sax).
Eles se trancam por quase um ano em uma casa alugada pela gravadora A&M Records e lá começam a compor e arranjar as músicas que dariam origem ao disco “Crime of the Century”, um dos mais elogiados de toda a sua carreira.
    Foto do Álbum