Editar Biografia

Biografia Teddy Max

  • Nome completo:Teddy Max
  • Nascimento: 6 de Outubro de 1953, (54 anos)
  • Origem:Brasil
  • Começou há:41 anos em 1980
  • País:BrasilBrasil
  • Faleceu: há 13 anos em 30 de Março de 2008 , MACAPA, Amapá, Brasil
Natural de Santarém, Teddy Max, cujo nome de bastismo era Benedito Costa Filho, começou a cantar muito jovem em bares de cidade. Estudou no seminário São Pio X, mudou-se para Belém/PA, onde estudava e cantava ao mesmo tempo. Tirou a carteira da ordem dos músicos, mas não exercia a profissão. Optou por estudar.

Participou e venceu um dos shows de calouros do programa EB é o show, apresentado por Ércio Bemerguy na Rádio Rural.

Em 1982, ele ganhou a escolha da Mais Bela Voz do Pará, no programa 'Jota Silvestre', do SBT, junto com Regina Brandão, eleita a Mais Bela Voz (feminina) do Pará'.

Max ficou conhecido no cenário da música paraense nos anos 80, com a música 'Ao pôr-do-sol', considerada até hoje um 'clássico' do brega paraense.

Depois de fazer sucesso no Pará e no Brasil com quatro discos gravados, o cantor chegou a morar no Japão por 14 anos, tempo em que fez shows na cidade de Tokyo, Nagoya, Osaka, Kanagawa, e outras. Voltou para o Brasil em 2004 e lançou CD 'Teddy Max', só com músicas sertanejas em ritmo de calypso, pelo selo RE Music.

Em 2007 ele gravou o CD 'Teddy Max de volta com o calypso', pelo selo próprio do artista, o Maxmusic. O CD foi gravado em Belém, Recife e São Paulo, com um repertório sertanejo e músicas de Bruno e Marrone, Xitãozinho e Xororó e da dupla Leandro e Leonardo, entre outros. Nos shows de Teddy Max, porém, não faltavam os sucessos românticos do passado, que o consagraram no cenário do chamado 'bregapop' paraense.

Teddy Max morreu aos 54 anos durante um show em Macapá, sendo velado na Capela São José, no centro da capital amapaense. Depois do velório, o corpo seguiu de avião para a cidade de São Paulo, onde foi feito o sepultamento.

Teddy Max se apresentava junto com os cantores Mauro Cota e Luiz Guilherme, na casa de show Beat Country. Ele estava no palco por volta de 21h30, quando caiu e foi socorrido pelo público e músicos da banda que acompanhava os cantores. Tudo indica que ele sofreu um infarto fulminante. Teddy Max chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu antes de chegar ao hospital.

O infarto surpreendeu o público presente ao show e os próprios amigos do artista. O cantor Gérson Thiré, amigo de Teddy, contou que ele estava bem antes do show. Chegou a sentar em uma mesa de amigos, junto com Mauro Cota e Luiz Guilherme, com quem dividiria o palco, e ainda com a cantora Regina Brandão, irmã de Gérson, que reside em Macapá. 'Foi tudo muito rápido, e infelizmente não houve tempo para se fazer muita coisa. Quando ele foi levado para o hospital, o óbito já estava confirmado', informou Gérson.

Teddy morava em São Paulo, no bairo da Liberdade, com a família formada pela mulher, a paraense Beth Max, 27, e três filhos (duas meninas e um rapaz).

Ao longo de sua carreira, Teddy gravou três LPs, dois CDs e dois clips: um na TV Cultura, no final da década de 80, e outro em Santos, em 2003.
    Foto do Álbum