Editar Biografia

Biografia Trio Parada Dura

BrasilMinas Gerais / Brasil Começou há 48 anos em 1973
Tudo começou em 1973, quando o sanfoneiro Mangabinha conheceu a dupla sertaneja Delmir & Delmon. Inicialmente, a dupla convidou Mangabinha para fazer parte da gravação de seu novo álbum, que foi intitulado de Vida de Minha Vida e foi lançado no mesmo ano. Mangabinha aceitou o convite da dupla e como forma de agradecimento, Delmir e Delmon colocaram a foto do sanfoneiro na contra capa do álbum.

Depois do lançamento do álbum, Delmir, Delmon e Mangabinha decidiram se juntar e formar um Trio. Inicialmente, o Trio se apresentava como Delmir, Delmon e Mangabinha, porém em uma das apresentações do conjunto, eles interpretaram a canção Parada Dura, que havia sido escrita por Delmir, e tiveram um pequeno sucesso com essa canção. Com o pequeno sucesso da canção Parada Dura, o grupo decidiu se nomear de Trio Parada Dura.

Depois de ser nomeado e fazer várias apresentações por Minas Gerais, o Trio Parada Dura gravou 2 LP's pela Gravadora Chororó.

Ainda no ano de 1975, Mangabinha conheceu a dupla sertaneja Creone & Barrerito e os convidou para fazer parte do Trio Parada Dura. O convite foi aceito e assim, no mesmo ano de 1975, surgiu a 2ª Formação do Trio Parada Dura, considerada por muitos, a formação de maior sucesso do Trio Parada Dura.

Ainda em 1975, o Trio Parada Dura gravou o LP Castelo de Amor e alcançou uma certa notoriedade no cenário da música sertaneja brasileira.

Entre 1976 e 1980, o Trio Parada Dura gravou 6 LP's e continuou se apresentando por todo o Brasil e com isso, seguiu ganhando uma notoriedade muito grande no cenário musical brasileiro.

Em 1976, gravaram o LP "Mineiro não perde o Trem", com destaque para a música Soca Pilão. Em 1977, gravaram o LP "Casa da Avenida", com a música Boi Tufão sendo a destaque do disco. Em 1978, fizeram sucesso com a música Homem de Pedra do LP de mesmo nome. Ainda em 1978 gravaram o LP "Cruz Pesada", destacando as músicas Cruz Pesada, Soraia, O Carro e a Faculdade e Espinho na Cama. Em 1979, gravaram o LP "Beco sem Saída".

No Ano de 1980, gravaram o LP "Blusa Vermelha", e fizeram sucesso com as canções Blusa Vermelha, Sincero Amor e Avião das Nove.

Em 1981, o conjunto lançou o álbum Último Adeus e conseguiu alcançar o sucesso e reconhecimento nacional, com interpretações das canções Último Adeus, Fuscão Preto e Arapuca, que se transformaram em clássicos da música sertaneja.

Depois de alcançar imenso sucesso em todo o território nacional, o Trio Parada Dura passou a ter uma agenda lotada e começou a se apresentar mais do que já se apresentava.

Porém, no dia 6 de setembro de 1982, na cidade de Espírito Santo do Pinhal, no estado de São Paulo, os integrantes do Trio Parada Dura sofreram um acidente aéreo e Barrerito, o vocalista do grupo, ficou paraplégico[2].

Depois do acidente, Barrerito, Creone e Mangabinha precisaram ficar internados e longe dos palcos por algumas semanas. Depois de um tempo, Creone e Mangabinha se recuperaram, mas, Barrerito precisou ficar internado e fazer uma série de tratamentos.

Com uma agenda lotada e um sucesso cada vez maior, o Trio Parada Dura voltou aos palcos, mas dessa vez, Creone e Mangabinha se apresentaram ao lado de Parrerito, que era irmão de Barrerito e ocupou o posto de vocalista provisoriamente, enquanto seu irmão estava internado e submetido a vários tratamentos. No ano de 1983, Barrerito retornou para o conjunto e ao lado de Creone e Mangabinha, lançou 2 LP's naquele mesmo ano. Logo Após o retorno de Barrerito, o LP "Luz da Minha Vida" foi lançado. As Músicas Luz da Minha Vida e Bicho Bom é Mulher foram os sucessos deste disco.

Durante 1983 e 1987, o Trio Parada Dura continuou gravando vários LP's e se apresentando por todo o território nacional e dessa maneira, conseguiu garantir e aumentar cada vez mais o sucesso que o grupo tinha.

Ainda em 1983, foi lançado o LP "Alto Astral" , as musicas Alto Astral, Folia de Reis e Panela Velha foram os destaques, mas o grande sucesso do LP ficou por conta da canção Telefone Mudo, a canção se tornou um Hino e acabou por se tornar uma das músicas mais regravadas por outros artistas no Brasil. Em 1984, lançaram o LP "Barco de Papel", alcaçando sucesso com as músicas Barco de Papel, Doutor e a Empregada e Biquíni Bordô.

Em 1985, veio a consagração, o LP "Perdão Senhor" trazia a canção As Andorinhas, que fez um enorme sucesso, elevando ainda mais o nome do Trio Parada Dura por todo o Brasil. A regravação da música Quebra Topete(havia sido gravada em 1973 na primeira formação) e a canção Passa Lá também fizeram sucesso.

Em 1987, o Trio Parada Dura lançou o LP "Astro Rei". Este foi o último disco com a participação de Barrerito. As canções "Me Mata de uma Vez" e "Bobeou... A Gente Pimba" fizeram grande sucesso. No ano de 1988, Parrerito retornou para o Trio Parada Dura de forma definitiva e assim surgiu a 3ª Formação do Trio Parada Dura

Na terceira formação, o Trio Parada Dura gravou 4 LP's e emplacou grandes sucessos, como: Você Foi Desigual, Dei Um Cheiro Na Vizinha, Nos Braços do Povo, Mil Vezes, Mais Uma Guarânia, Trovão Azul, Vestido Branco, Bebendo e Chorando, Faz Isso Não Paixão e Boca a Boca.

Com a Terceira Formação, o Trio Parada Dura fez muito shows e fez diversas apresentações em programas de televisão. Ainda em 1992, Vanito entrou para o Trio Parada Dura no lugar de Creone. Com a quarta formação, o Trio Parada Dura não gravou nenhum álbum, mas, continuou fazendo apresentações na televisão e também fez uma turnê para os Estados Unidos. No mesmo ano de 1992, Vanito saiu do Trio Parada Dura e as atividades do conjunto se encerraram por um tempo. Parrerito seguiu carreira solo e Mangabinha gravou alguns LP's instrumentais com sua sanfona.

Em 1998, o Trio Parada Dura retornou a suas atividades, dessa vez, na 5ª Formação com Leone, Parrerito e Mangabinha. Nessa formação, o grupo gravou apenas um CD que foi intitulado de Sempre e lançado no mesmo ano. Ainda em 1998, Creone tinha feito parte do Trio Alto Astral, ao lado de Barrerito e Voninho , porém, no mesmo ano Barrerito faleceu e o Trio Alto Astral se desfez. Com o fim do Trio Alto Astral, Creone retornou para o Trio Parada Dura, marcando assim, a volta da 3ª Formação. Durante esse período, o Trio Parada Dura gravou 4 CD's.

Litígio Judicial e Fim da Volta da 3ª Formação
Em 2006, houve um litígio judicial entre Mangabinha e os outros dois integrantes, Parrerito e Creone. Ambas as partes reivindicaram o direito de explorar o nome “Trio Parada Dura”, mas Mangabinha ficou com o registro.

Creone e Parrerito formaram uma dupla, sendo respectivamente segunda e primeira vozes, intitulado de Os Parada Dura, que mais tarde tornou-se novamente trio com a presença do sanfoneiro Xonadão. Com a presença do Xonadão, o Trio passou a se chamar Trio do Brasil. O Trio Parada Dura retornou novamente em novembro de 2007, com sua sexta formação, Leone, Leonito e Mangabinha.

Em 2008, lançou o CD AS 20+ e em 2009, lançou o álbum Taça de Ouro, com 15 obras de autoria do compositor José Amâncio, em parceria com outros compositores (Lauri, Edna Teixeira, Leonito, Douglas, Wanderley e o próprio Mangabinha). Ainda em 2009, lançaram mais um CD intitulado 14 Novidades pela Gravadora Garça, com a produção de Teodoro, da dupla Teodoro e Sampaio.

Em 2015, o sanfoneiro e fundador do Trio Parada Dura, Mangabinha faleceu. A família de Mangabinha cedeu o direito de explorar o nome Trio Parada Dura para Parrerito, Creone e Xonadão, e assim se construiu a sétima formação do trio.

Em 2016, a sétima formação do Trio gravou o CD/DVD, intitulado Chalana, Churrasco e Viola, durante dois dias e contou com paisagens naturais, como cachoeiras e pôr do sol, como cenário. Já de noite, o espaço se transformava em uma boate. Na chalana, além dos artistas, estavam cerca de 50 convidados, incluindo Marília Mendonça, Zé Neto & Cristiano e Eduardo Costa.[4] O álbum foi lançado pela gravadora Universal Music em 2017. No dia 13 de setembro de 2020, o cantor Parrerito faleceu com COVID-19 em Belo Horizonte, desfazendo assim a sétima formação do Trio Parada Dura.[6]

No dia 10 de outubro de 2020, em uma live no canal do YouTube "Segunda Voz e CIA", Leonito que havia feito parte do Trio Parada Dura ao lado de Leone e Mangabinha, confirmou sua volta ao grupo para substituir o já falecido Parrerito. Sua volta foi muito bem aceita e gerou grande expectativa por parte dos fãs. Até a data, Leonito ainda não havia subido aos palcos ao lado de Creone e Xonadão, os três juntos constituem agora a oitava formação do grupo.

Integrantes: Trio Parada Dura

Inserir/Editar
    Foto do Álbum