Cruel Desilusão (Letra)
Compositores: Zé Venâncio, Saulino
Ontem à noite a saudade castigou-me
Deitei na cama e não consegui dormir
Abracei o retrato do meu bem
Que na parede ela esqueceu ao partir

Ao abraçar seu retrato sorridente
Num mundo triste transformou-se meu quartinho
Chorei ao saber que outro alguém
Nesse momento abraçava seu corpinho

Sentei na cama e liguei a eletrola
Mas nenhum disco aliviou o meu sofrer
Chorando sem um pingo de esperança
Entre soluços vi o dia amanhecer

Mais uma noite de amargura que passei
Contando as horas no relógio da matriz
Mais uma noite de cruel desilusão
E desespero por alguém que não me quis

O que mais envenenou a minha alma
Ao abraçar seu retrato sorridente
Foi saber que seu corpo é abraçado
Por um alguém que não a ama loucamente

Sentei na cama e liguei a eletrola
Mas nenhum disco aliviou o meu sofrer
Chorando sem um pingo de esperança
Entre soluços vi o dia amanhecer
Informações

da Música (Cruel Desilusão)

Editar Informações

Comentários Cruel Desilusão

  • Comentar
      Foto do Álbum