Amor Precipitado (Letra)
Compositor: inserir
Passeando na cidade
De Presidente Prudente
Conheci uma morena
Bonitinha e atraente

Com a blusa degotada
E vestido transparente
Eu fiquei atrapalhado
Quando a vi na minha frente

Um olhar e um sorriso
Daquela rosa em botão
Bastou pra que eu ficasse
Delirando de paixão

Começamos conversar
Eu peguei na sua mão
Com meia dúzia de prosa
Conquistei seu coração

Pouco tempo de namoro
Eu perdi a paciência
Levei aquela boneca
Lá pra minha residência

Passando a lua de mel
Fui tomando consciência
Que um amor precipitado
Tem as suas consequências

A menina era luxenta
Parecia uma rainha
Mas ficava o dia inteiro
Conversando com as vizinhas

Não lavava minha roupa
Não tratava das galinhas
Sobrava mulher na cama
E faltava na cozinha

A minha casinha branca
Estava sempre fechada
O fogão sempre apagado
E a cozinha bagunçada

A dona estava dormindo
Ou passeando nas quebradas
Sabia fazer carinho
Mas não fazia mais nada

Num domingo de manhã
Ela disse uma bobagem
Me falou que ia embora
Pra testar minha coragem

Levei ela na estação
E comprei sua passagem
Lhe dei um beijo no rosto
Adeus e boa viagem
Informações

da Música (Amor Precipitado)

Editar Informações

Comentários Amor Precipitado

  • Comentar
      Foto do Álbum