Jacutinga (Letra)
Compositores: Zé Do Cedro, Valito
Jacutinga cantou triste
Lá na mata do grotão
É sinal que a seca brava
Vai assolar meu sertão

(Jacutinga cantou triste
Lá na mata do grotão
É sinal que a seca brava
Vai assolar meu sertão)

O céu foi escurecendo
Trovejou mas não choveu
Com a seca do mês de agosto
Meu sertão entristeceu

O roceiro persistente
Jogou no chão a semente
Tudo que plantou perdeu
O roceiro só não perde
A grande fé que tem em Deus

A chuva caiu na terra
Meu sertão tudo mudou
A mata que estava seca
Está verde, já deu flor

O meu roceiro gigante
Vendo a colheita abundante
Agradece ao Criador
Até o cantar da jacutinga
Se nota que alegrou

Jacutinga cantou triste
Lá na mata do grotão
É sinal que a seca brava
Vai assolar meu sertão

(Jacutinga cantou triste
Lá na mata do grotão
É sinal que a seca brava
Vai assolar meu sertão)
Informações

da Música (Jacutinga)

Editar Informações

Comentários Jacutinga

  • Comentar
      Foto do Álbum